Turismo

Da Douro Azul para a Antártida: Navios de Mário Ferreira esgotados até 2023

Mário Ferreira, presidente da Mystic Invest. Fotografia: Rui Manuel Fonseca/Global Imagens
Mário Ferreira, presidente da Mystic Invest. Fotografia: Rui Manuel Fonseca/Global Imagens

Carla Bruni, mulher do ex-Presidente francês, Nicolas Sarkozy, será a madrinha do primeiro navio oceânico do empresário, que será batizado no sábado

O negócio dos cruzeiros de Mário Ferreira, empresário que detém o grupo Mystic Invest, não pára de crescer. Ano após ano aumenta a frota, as vendas e o número de passageiros. Prestes a batizar o seu novo navio – uma aposta para viagens oceânicas e expedições na Antártida e no Ártico, num investimento de 70 milhões de euros -, Mário Ferreira admite que irá ultrapassar este ano a fasquia dos 100 mil passageiros e atingir vendas da ordem dos 182 milhões. As viagens já estão esgotadas.

O MS World Explorer, cuja construção está na reta final nos estaleiros da West Sea, em Viana do Castelo, é o primeiro de três navios oceânicos que o empresário vai lançar ao mar até abril de 2021. O objetivo da aposta nestes cruzeiros é atingir “a liderança na área das expedições num prazo de quatro a cinco anos”, sublinha. O projeto obrigará a aumentar a frota de navios, mas para já não desvenda as novas intenções de investimento. O foco está no lançamento do MS World Explorer ao mar.

O arranque da operação está agendado para 2 de maio, com um cruzeiro entre o Porto e Palma de Maiorca. No entanto, Mário Ferreira admite que “existe uma forte probabilidade de adiar” a viagem inaugural devido à complexidade da construção. “O navio já devia estar concluído no início do ano, mas quando se trata de um protótipo, em que é preciso agregar um conjunto de especialidades, é comum surgirem dificuldades e desafios que têm de ser resolvidos com rigor”, justifica. Esta embarcação “sai fora da construção naval regular e tem de cumprir um conjunto de exigências” para poder navegar em águas polares.

Viagens esgotadas
A construção dos dois próximos navios será mais célere. Aliás, pode ver-se nos estaleiros da West Sea 30 blocos, que vão começar este mês a ser montados e começar assim a dar corpo à segunda embarcação, a concluir

no prazo de um ano. O aço para o terceiro navio também já foi comprado. No total, os três navios oceânicos vão implicar um investimento de 210 milhões. O financiamento integra capitais próprios, um empréstimo obrigacionista e uma operação de sell e leaseback (venda e posterior arrendamento) com o maior banco do mundo, o chinês ICBC.

As viagens deste novo navio já estão vendidas até 2023, de acordo com Mário Ferreira. Nas suas contas, a nova operação vai contribuir este ano com cerca de 12 milhões de euros para as vendas do grupo e em velocidade cruzeiro deverá atingir os 25 milhões.

O grupo Mystic Invest explora atualmente 48 embarcações (16 no rio Douro e 32 espalhadas por vias navegáveis internacionais como Reno, Elba, Danúbio, Volga, Nilo ou Yangtze) e emprega mais de 600 colaboradores. No ano passado, as vendas atingiram os 126 milhões, um crescimento de 16% face a 2017 justificado pelo crescimento do negócio e pelo aumento do número de embarcações (mais três). Em 2018, foi responsável por transportar 85 mil turistas, mais nove mil que em 2017. O cash flow operacional atingiu os 18 milhões.

A construção dos navios para o grupo de Mário Ferreira obrigou os estaleiros da WestSea, em Viana do Castelo, a recrutarem fora para fazer face à falta de mão-de-obra na cidade. Só nos acabamentos do MS World Explorer estão envolvidos 700 trabalhadores.

“Hoje não se consegue alugar um quarto ou um apartamento em Viana do Castelo, porque os que existiam estão praticamente tomados por trabalhadores que estamos a trazer de todo o lado”, garante o empresário.

Carla Bruni é a madrinha
A cantora franco-italiana Carla Bruni é a madrinha do novo navio de Mário Ferreira, o World Explorer, cuja cerimónia de batismo está agendada para sábado (dia 6). No evento, onde são esperados representantes do Governo e dezenas de convidados dos quatro cantos do mundo, Bruni irá cantar canções do seu vasto reportório e juntar-se-á ao português Pedro Abrunhosa para um dueto.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Da Douro Azul para a Antártida: Navios de Mário Ferreira esgotados até 2023