transportes

De Lisboa ao Porto por 5 euros? CP tem descontos até 80%

Promoção serve para comboios Intercidades e Alfa Pendular.
Promoção serve para comboios Intercidades e Alfa Pendular.

Transportadora lança 10 300 viagens com preços reduzidos para o período entre 24 de outubro e 19 de dezembro para Intercidades e Alfa Pendular.

Aproveitando o período de menor procura, a CP vai voltar a vender bilhetes de Lisboa ao Porto por 5 euros. Esta é a mais recente campanha da transportadora para atrair passageiros e rivalizar com os serviços de autocarro expresso a nível nacional. Entre 24 de outubro e 19 de dezembro, haverá um total de 10 300 lugares com descontos até 80% para todos os destinos do Alfa Pendular e Intercidades. Os primeiros 1200 lugares já estão disponíveis.

Por exemplo, é possível comprar viagens Lisboa – Braga e Lisboa – Guimarães desde 5,50 euros; Lisboa – Guarda desde 4,50 euros; Lisboa – Covilhã desde 4,00 euros; Lisboa – Faro desde 4,50 euros; Lisboa – Beja desde 3,00 euros; Lisboa – Évora desde 2,50 euros; e Lisboa – Viana do Castelo desde 6 euros, informa a CP em nota de imprensa divulgada esta terça-feira.

“Os bilhetes disponíveis nesta nova campanha são válidos para viagens a realizar entre 24 de outubro e 19 de dezembro, e podem ser comprados com a antecedência mínima de 10 dias relativamente à data da viagem”, acrescenta a transportadora.

Por semana, a CP vai colocar à venda mais de 1200 lugares, no âmbito desta campanha. Mais de um terço destes lugares estará disponível para viagens entre Lisboa e Porto.

A empresa pública de comboios tem reforçado, desde o início do ano passado, as campanhas para os serviços de longo curso, que começaram em 2013. Isto permitiu um aumento da procura de 37% no Intercidades e Alfa Pendular entre 2013 e 2018, segundo a CP. Também permitiu que a transportadora tornasse estas viagens mais rentáveis, considerando que o outono é uma das épocas com menor procura de passageiros.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
De Lisboa ao Porto por 5 euros? CP tem descontos até 80%