Consumo

Delta quer 100% das cápsulas biodegradáveis até 2025

delta

A Delta tem um compromisso com a sustentabilidade, por isso até 2025 a companhia quer 100% das cápsulas biodegradáveis, anunciou Rui Miguel Nabeiro, administrador do Grupo Nabeiro, num encontro sobre a estratégia de sustentabilidade do grupo, na Estufa Fria, em Lisboa.

A primeira cápsula começa a ser vendida a partir do segundo semestre deste ano, com um novo blend, o Eco, com café biológico, com certificação de agricultura e florestas sustentável. A cápsula, composta por cana de açúcar, mandioca e milho, tem zero plástico e alumínio e validade para 90 dias. Está a ser produzida na GNL, empresa do grupo Champalimaud que assegura a produção das atuais cápsulas de plástico da Delta Q.

Um projeto na qual a empresa tem vindo a trabalhar nos últimos 2,5 anos. “O investimento não está terminado vamos continuar a investir para encontrar novos materiais”, explicou Rui Miguel Nabeiro, à margem do encontro.

O responsável do Grupo Nabeiro não adiantou valores de investimento, mas frisou que a aposta em inovação já vale entre 6 a 7% da faturação do grupo.

“A cápsula não é um ato isolado. Hoje já temos 20% da frota comercial elétrica”, um total de 101 viaturas, mas “também em 2025 queremos ter 100% da frota comercial elétrica”, atualmente de 500 viaturas, adiantou Rui Miguel Nabeiro.

A companhia quer ainda instalar painéis solares para autoconsumo, incluindo na unidade de produção de campo maior. “Em 2025 queremos ter todas as delegações com painéis solares para auto consumo”, precisa.

(notícia atualizada com mais informação sobre a mudança das cápsulas)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Portugal recebeu mais de 18 milhões de turistas até agosto

(Gerardo Santos / Global Imagens)

Portugal recebeu mais de 18 milhões de turistas até agosto

TVI-930x594

CMVM a analisar pedido de registo de OPA à Media Capital

Outros conteúdos GMG
Delta quer 100% das cápsulas biodegradáveis até 2025