Mercados

Deutsche Bank comete erro de 28 mil milhões

Deustche Bank
Deustche Bank

Em março ocorreu um erro numa transferência do Deutsche Bank. “Inadvertidamente” transferiu 28 mil milhões. O erro foi rapidamente identificado.

É o maior banco alemão e tem feito correr muita tinta na imprensa especializada. Depois da troca realizada recentemente na liderança do Deutsche Bank, veio agora a público um evento que, apesar de não ter tido consequências sérias, levanta algumas questões.

No final do mês passado, de acordo com a Bloomberg que cita uma fonte com conhecimento do processo, ocorreu um erro num pagamento de rotina realizado pela instituição. O banco “inadvertidamente” – como descreve a agência – transferiu na semana antes da Páscoa (e nos últimos dias de John Cryan na liderança do banco) – 28 mil milhões de euros no âmbito da operação de negociação de derivados. O montante em questão, que é superior à atual capitalização bolsista da instituição – foi enviado para uma conta da câmara de compensação da Deutsche Boerse.

O erro foi rapidamente identificado e não houve danos financeiros. Contudo, e segundo a mesma fonte, o episódio levanta dúvidas quanto aos processos de controlo e risco. Até porque, como explica uma fonte da agência, o engano deveria ter sido encontrado por um sistema interno preparado para detetar estas falhas. Além disso, o montante desta transferência é bastante anormal, referiu ainda a fonte.

O porta-voz do banco, Charlie Olivier, clarificou que se tratou de “um erro operacional na movimentação de colaterais entre as contas principais do Deutsche Bank e a conta da Eurex [câmara de compensação]”. “O erro foi identificado numa questão de minutos e retificado. Revimos rigorosamente os motivos pelos quais este erro ocorreu e tomamos os passos necessários para evitar uma repetição”, acrescentou.

No início deste mês o gigante alemão anunciou um mudança na liderança da instituição. John Cryan, CEO do Deutsche Bank desde julho de 2015, foi substituído por Christian Sewing. Em 2017, esta instituição bancária teve perdas de 735 milhões de euros.

Pouco depois de assumir a pasta, numa missiva enviada aos trabalhadores, Christian Sewing alertou para a necessidade de adotar “decisões duras” para que a entidade volte ao caminho da rentabilidade. Garantiu ainda que não se podem repetir “em quaisquer situações que sejam” os prejuízos do quarto trimestre de 2017 e instou a recuperar a “mentalidade de caçador” em relação ao rendimento da entidade.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Teste - Redação DV

Liberdade e sustentabilidade dos media, com ou sem apoio do governo?

Regime dos residentes não habituais garante isenção de IRS a quem recebe pensões do estrangeiro.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Primeiros 18 residentes não habituais prestes a perder benefício

Miguel Albuquerque, do PSD Madeira.

Projeção. PSD perde maioria absoluta na Madeira

Outros conteúdos GMG
Deutsche Bank comete erro de 28 mil milhões