internacionalização

Dezanove empresas portuguesas de produtos para a casa apresentam-se em Madrid

Fotografia: DR
Fotografia: DR

Dezanove empresas portuguesas da indústria de produtos para a casa participam na Casa Decor, em Madrid, de 10 de maio a 18 de junho

Dezanove empresas portuguesas da indústria de produtos para a casa participam na Casa Decor, em Madrid, de 10 de maio a 18 de junho, anunciou hoje Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP).

Nesta edição estarão presentes empresas nacionais que representam 21 marcas, entre mobiliário, têxtil-lar, tecidos, iluminação, tapetes, pavimento de madeira, cerâmica (azulejos e decoração), ambientadores, papel de parede, louças sanitárias e mármore, refere a AICEP em comunicado.

“A ‘fileira casa’ portuguesa tem vindo a diferenciar-se através da criação de produtos de gama alta e esta é uma oportunidade única para Portugal mostrar que vai além da tradição”, disse o presidente da AICEP, Luís Castro Henriques, citado no comunicado.

E prosseguiu: “Portugal quer e tem potencial para criar tendências, afirmando-se como um país de excelência na arte de decorar”.

Portugal terá um espaço de 73 metros quadrados (m2) que vão ser transformados numa ‘suite’ de hotel com zona de dormir, zona para refeição, zona de estar e casa de banho pelo decorador espanhol Raúl Martins, num edifício emblemático de Madrid, o António Maura 8, no Barrio Los Jerónimos.

A participação de Portugal, em 2016, que contou com 120 produtos, foi “um sucesso”, salienta a AICEP no comunicado.

O projeto nacional arrecadou três prémios – Melhor Projeto, Melhor Profissional e Menção Especial (prémio atribuído pelo público) – e deu origem a mais de 300 mil euros em volume de negócios para as empresas participantes.

“Esta edição vai projetar o posicionamento de Portugal e da ‘fileira casa’ que encontram aqui o palco ideal para promover a excelência do ‘design’, inovação e qualidade dos seus produtos no exigente mercado espanhol”, disse o embaixador de Portugal em Madrid, Francisco Ribeiro de Menezes, citado no comunicado.

E assegurou: “O envolvimento de 19 empresas, algumas concorrentes e outras complementares, constitui uma proposta de valor forte e competitiva”.

A ‘fileira casa’ gera um volume de negócios anual de três mil milhões de euros, dos quais 2,7 mil milhões são provenientes da exportação de produtos para 172 países.

Entre 2012 e 2016, Portugal passou de 22.º para 19.º maior exportador mundial de produtos desta fileira de produção.

A ‘fileira casa’ integra quase oito mil empresas que correspondem a mais de 56 mil postos de trabalho.

Em 2016, a Casa Decor mobilizou mais de 40 mil visitantes, 750 jornalistas e 200 meios de comunicação.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alberto Souto de Miranda
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Governo. “Participar no capital” dos CTT é via “em aberto”

Congresso APDC

“Temos um responsável da regulação que não regula”

Congresso APDC

Governo. Banda larga deve fazer parte do serviço universal

Outros conteúdos GMG
Dezanove empresas portuguesas de produtos para a casa apresentam-se em Madrid