DHL Express sobe 3,9% preços e a cobra taxa para o Reino Unido em 2021

Saída do Reino Unido da União Europeia levará a um aumento dos custos operacionais, avisa a DHL Express que vai passar a cobrar tarifa sobre envios.

A DHL Express vai aumentar em média 3,9% as tarifas em Portugal a partir de janeiro de 2020. Com a saída do Reino Unido da União Europeia a empresa vai passar a cobrar ainda um mínimo de 5 euros por cada envio feito de ou para o Reino Unido.

“O ajuste anual dos preços permite-nos desenvolver ainda mais as nossas infraestruturas, ao mesmo tempo que nos permite aplicar tecnologias de última geração e processos de entrega exclusivos para assegurar as melhores soluções para o cliente", justifica José António Reis, diretor-geral da DHL Express Portugal, citado em nota de imprensa.

"Em resposta à crescente procura de especialização logística devido ao aumento do volume de artigos no mercado do comércio eletrónico, investimos fortemente na renovação da nossa frota de aeronaves, bem como na nossa rede global de hubs e gateways. Estes e futuros progressos irão ajudar-nos, a nós e aos nossos clientes e parceiros, a dar um contributo significativo para melhorar a nossa pegada ecológica", acrescenta.

A partir do início do próximo ano a companhia vai ainda rever os preços de sobretaxa por excesso de peso (overweight piece) para 85 euros por peça e a da Palete Não Empilhável para 175 euros por palete.

A empresa de transporte e entrega de encomendas ajusta os seus preços anualmente, "tendo em conta a inflação, a dinâmica cambial e outros custos crescentes, tais como as despesas relacionadas com o cumprimento dos regulamentos reforçados de segurança, em cada um dos mais de 220 países e territórios em que opera", explica. Os ajustes variam de mercado para mercado e "serão aplicados a todos os clientes cujos contratos o permitam".

As encomendas de ou para o Reino Unido vão ainda ser objeto de uma sobretaxa, devido à saída do país da União Europeia, previsto acontecer no final de 2020, implicando "custos operacionais adicionais significativos por parte da empresa", justifica a DHL Express.

"A intenção é que esta taxa seja fixada em 0,25 euros por kg com um montante mínimo cobrado de 5 euros por envio. Esta taxa pode ser ajustada, caso as circunstâncias mudem significativamente", informa a empresa.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de