Dieselgate. Volkswagen apresenta solução a Espanha no final do mês

É através de Espanha e do Ministro da Indústria, José Manuel Soria, que têm surgido as principais novidades em relação ao caso Volkswagen esta sexta-feira. Depois de o grupo alemão ter garantido o investimento superior a 4 mil milhões de euros no país vizinho, também já se sabe quer serão apresentados até 31 de outubro os detalhes do plano de reparações para os veículos que têm instalado o software que manipula as emissões.

O ministro indicou também que, a partir de 1 de janeiro de 2016, os clientes dos 9,5 milhões de veículos afetados por este escândalo deverão começar a ser contactados pela Volkswagen para se dirigirem aos concessionários para proceder às alterações de software e/ou de motor, conforme o esquema de reparação previsto, referiu na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta sexta-feira, citado pelo jornal Cinco Dias.

Soria lembrou ainda que, "de modo nenhum", os condutores serão obrigados a dirigirem-se aos stands para repararem os carros. Será uma decisão de cada cliente. Estas reparações poderão demorar dois anos, conforme adiantou na quinta-feira Michael Horn, presidente da VW nos EUA, durante uma audição no Congresso norte-americano.

Já esta sexta-feira, o ministro espanhol da Indústria anunciou que o investimento superior a 4 mil milhões de euros nas instalações do país vizinho está garantido. Decisão comunicada após uma reunião, na quinta-feira, com Matthias Muller, o líder da Volkswagen.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de