Escândalo Volkswagen

Dieselgate. Volkswagen suspende dois engenheiros

Volkswagen tem de entregar até 7 de outubro plano de ação para reparar Dieselgate
Volkswagen tem de entregar até 7 de outubro plano de ação para reparar Dieselgate

A Volkswagen suspendeu dois engenheiros de topo no âmbito do escândalo da manipulação de emissões. O grupo alemão está a aprofundar a investigação interna lançada há duas semanas, <a href="http://www.wsj.com/articles/vw-emissions-probe-zeroes-in-on-two-engineers-1444011602" target="_blank">adianta</a> esta segunda-feira o <em>The Wall Street Journal</em>.

O engenheiro-chefe da Audi, Ulrich Hackenberg, e o responsável pelo desenvolvimento de motores e transmissões do grupo alemão, Wolfgang Hatz, foram suspensos enquanto decorre a investigação. São considerados entre os melhores engenheiros da indústria alemã e ficaram responsáveis pelo departamento de pesquisa logo a seguir à nomeação de Martin Winterkorn como presidente executivo da marca Volkswagen, em janeiro de 2007.

Além dos dois engenheiros, o responsável de desenvolvimento da marca Volkswagen, Heinz-Jakob Neusser, também foi suspenso enquanto está a ser investigado, acrescentaram fontes ligadas ao processo.

A divulgação destas suspensões ocorre após alguns engenheiros do grupo de Wolfsburgo terem confessado queinstalaram o ‘software’ para manipular os dados de emissões poluentes em alguns motores a partir de 2008, segundo a informação publicada no domingo no jornal alemão Bild.

Uma vez que não conseguiram encontrar uma fórmula que lhes permitisse cumprir, quer os limites de emissões poluentes, quer de custos, recorreram ao ‘software’ para evitar que um projeto que era de grande importância para o grupo tivesse de ser travado, de acordo com o diário alemão.

VW enfrenta “crise existencial”

Hans Dieter Poetsch foi escolhido como novo presidente do conselho de administração da Volkswagen na passada quarta-feira, depois da reunião da administração do grupo. Nas primeiras declarações como chairman, Poetsch alertou os gestores que o escândalo de manipulação de emissões pode resultar numa “crise existencial”.

Num anúncio publicado nos principais da Alemanha, o novo chairman reforçou: “faremos tudo o que for possível para recuperar a vossa confiança”, refere a Bloomberg.

Merkel fala em “momento dramático”

O passado domingo ficou ainda marcado pelas primeiras declarações da Chanceler alemã. Angela Merkel classificou o escândalo de manipulação de emissões como um “momento dramático”.

“Acredito que a reputação da indústria alemã, a confiança na Alemanha como um destino de negócios, não foi assim tão afetada que não possa continuar a ser um bom local para realizar esses negócios”, referiu a líder alemã numa entrevista a uma rádio local, citada pela Bloomberg.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Dieselgate. Volkswagen suspende dois engenheiros