Diogo da Silveira é o próximo presidente da Portucel

Diogo da Silveira vai assumir a presidência da Portucel, já a partir de 1 de abril, sabe o Dinheiro Vivo. Até lá, Luís Alberto Caldeira Deslandes continuará a desempenhar interinamente as funções assumidas com a saída de José Honório - que esteve dez anos à frente da empresa e anunciou a sua demissão a 31 de janeiro, por motivos pessoais (leia aqui).

Diogo da Silveira deixa o cargo de CEO da Açoreana, que ocupava desde 2008, para aceitar este desafio. E abre um novo ciclo na gestão da empresa de pasta de papel, cujas exportações chegaram a 118 países no ano passado, a valer 1215 milhões de euros, fazendo da Portucel a empresa portuguesa com presença em mais países em simultâneo.

Leia aqui como foram os resultados da Portucel em 2013

Com investimentos de 2,3 mil milhões de euros em Moçambique e de 120 milhões de euros em Cacia, o Dinheiro Vivo sabe que a Portucel quer acelerar o processo de internacionalização e Diogo da Silveira desempenha um papel fundamental nessa estratégia. Mesmo porque tem um profundo conhecimento da fileira florestal - matéria-prima da indústria do papel -, graças à experiência adquirida na Sonae Indústria, de que foi administrador entre 2002 e 2005.

Mais importante, o próximo presidente da Portucel tem uma carreira internacional firmada, tendo passado por França, Espanha, Suécia e Alemanha - enquanto chairman da Novis e Sonaecom, na Clix e enquanto presidente ibérico da ONI (2005-2007) - e grande experiência em financiamento de projetos privados com entidades internacionais, nomeadamente com o Banco Europeu de Investimento.

Experiência que agora vai pôr a serviço da Portucel. Há um mês, o grupo apresentou os resultados referentes ao ano passado, que ficaram em linha com os lucros de 2012 (210 milhões de euros), destacando-se porém as vendas consolidadas de 1530,6 milhões de euros, um aumento de 1,9% face ao ano anterior, conseguido com o contributo positivo do negócio da pasta e o desempenho da área da energia.

Tendo crescido em França, Diogo da Silveira licenciou-se em Engenharia na École Centrale de Lille e tem um MBA do INSEAD. Iniciou a carreira no grupo industrial japonês Shin Etsu Handotai, maior produtor mundial de materiais para semicondutores e foi sócio da Mckinsey & Co.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de