retalho

Dr. Well’s. Sonae entra no negócio das clínicas de saúde

Torres do Colombo

Em 2017, Sonae quer ter cinco lojas. Depois de Lisboa, Porto vai receber a próxima Dr. Well's.

A Sonae está a entrar no negócio das clínicas de saúde e vai abrir o primeiro espaço no Centro Comercial Colombo, em Lisboa. As clínicas Dr. Well’s vão prestar serviços médicos na área da medicina dentária e estética, apurou o Dinheiro Vivo. Com esta aposta o grupo quer uma fatia de um negócio que vale mais mais de 600 milhões de euros em Portugal.

O grupo de Paulo Azevedo reforça assim o seu posicionamento na área de saúde e bem-estar, onde já marcava presença através da cadeia de parafarmácias Well’s. A intenção da Sonae em avançar para clínicas foi conhecida em outubro do ano passado quando o grupo anunciou o plano de saúde Well’s, em parceria com a Advance Care, tal como noticiou o Dinheiro Vivo. A primeira clínica nasce menos de um ano depois no Colombo.

A marca criada pela agência de branding Ivity, de Carlos Coelho, remete no seu nome para a cadeia Well’s, mas a opção gráfica no logótipo visa marcar a distinção entre as duas cadeias que oferecem serviços distintos, tendo inclusive a Sonae criado a MC Care, unidade de negócio detida a 100% pelo grupo, para acolher esta nova atividade.

A Dr. Well’s foca-se na prestação de serviços de medicina, focando-se na medicina dentária e na de estética, com serviços como cirurgias plásticas ou colocação de implantes, prestados por médicos e enfermeiros. Nesse sentido, esta nova aposta do grupo Sonae, distingue-se da oferta do seu concorrente Jerónimo Martins. Em 2012, os mesmos acionistas do Pingo Doce avançaram com as clínicas Walk’ In, mas a oferta de serviço dos atuais seis espaços, na sua maioria na Grande Lisboa, tem uma oferta de serviços de especialidade distinta: da medicina geral a consultas de neurocirurgia.

Ao que foi possível apurar, o plano é expandir a rede de clínicas ao país, embora o foco inicial seja a grande Lisboa e grande Porto, podendo as clínicas se localizar tanto em centros comerciais, como espaços de rua de elevado tráfego.

Depois de Lisboa, o Porto é a cidade que se segue em termos de aberturas. Até ao final do ano, o grupo quer ter cinco clínicas e depois tem um cronograma de aberturas de 10 espaços por ano. Em oito anos, quer ter 75 clínicas, posicionando-se com um player relevante na área da chamada saúde melhorativa, dirigida a um segmento preocupado com as questões do envelhecimento.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A administradora delegada da Media Capital, Rosa Cullell (E), acomapnhada pelo CEO da Altice Media, Alain Weill (2-E), do CEO do Grupo Altice, Michel Combes (2-D), e do Chairman e CEO da Portugal Telecom, Paulo Neves (D), fala durante uma conferência de imprensa sobre a compra da Altice sobre o grupo Media Capital,. Fotografia: ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Compra da TVI pelo Meo pode “criar entraves significativos à concorrência”

O ministro das Finanças, Mário Centeno (E), acompanhado por Carlos Tavares (D), antigo presidente da CMVM, durante a sessão de apresentação pública do relatório do Grupo de Trabalho para a Reforma do Modelo de Supervisão Financeira. (ANDRÉ KOSTERS/LUSA)

Belém e Parlamento terão de validar novo governador do Banco de Portugal

Cristina Casalinho, presidente do IGCP. Fotografia: Diana Quintela/Global Imagens

Casalinho quer alongar pagamento da dívida para evitar picos de reembolsos

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Dr. Well’s. Sonae entra no negócio das clínicas de saúde