aviação

Dois feridos num incidente na empresa de aviação Embraer em Évora

Embraer. Fotografia: D.R.
Embraer. Fotografia: D.R.

Dois homens, um funcionário de uma fábrica e um bombeiro, sofreram ferimentos ligeiros na sequência de um incidente registado na Embraer

Dois homens, um funcionário de uma fábrica e um bombeiro, sofreram hoje ferimentos ligeiros na sequência de um incidente registado na empresa de aviação Embraer, em Évora, envolvendo um produto tóxico, revelou a PSP.

Segundo um comunicado do Comando Distrital de Évora da PSP, cerca das 08:40, a polícia foi chamada à empresa de aviação Embraer, em virtude de ter ocorrido “um acidente de trabalho, envolvendo um produto tóxico”, com um ferido.

“No local apurou-se que um funcionário de manutenção da referida empresa detetou uma fuga de peróxido de crómio num cilindro e, quando procedia ao fecho da torneira de segurança, o cilindro cedeu, partiu-se e bateu-lhe nas costas, projetando-o para o chão”, adianta o comunicado.

Segundo a polícia, o funcionário foi transportado para o hospital de Évora, sendo considerado ferido ligeiro.

No combate à fuga, de acordo com a polícia, “um bombeiro sentiu-se mal, com sintomas de vómitos”, tendo sido transportado também para o hospital de Évora, por precaução, sendo considerado ferido ligeiro.

“O derrame foi combatido com um pó de absorção, foi recolhido e irá ser tratado com um reagente que diminui a sua perigosidade”, acrescenta o comunicado.

A PSP refere ainda que “não houve qualquer contaminação para o exterior da empresa”.

A Lusa contactou com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora, que não prestou qualquer informação sobre a ocorrência.

Segundo a página na Internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), o alerta para uma ocorrência de químicos dentro de uma instalação, na freguesia de Malagueira e Horta das Figueiras, em Évora, foi dado às 08:40, tendo sido mobilizados para o local 15 operacionais com cinco veículos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Estado abdica de 10,8 mil milhões de receita fiscal

casas-do-airbnb_16b

Casa deixa de contar para o IRS quando se muda o crédito de banco

Fotografia: Nacho Doce/Reuters

Oi. “Centenas” de obrigacionistas portugueses não conseguiram fechar acordo

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Dois feridos num incidente na empresa de aviação Embraer em Évora