Telecomunicações

Dona da PT prepara 5 mil rescisões em França

Este plano vai afetar mais de um terço do quadro de pessoal da SFR

A Altice, a dona da PT, está a preparar um mega plano de rescisões voluntárias em França. Em causa está a saída de 5 mil trabalhadores da operadora SFR em 2019, segundo a informação adiantada esta quarta-feira pela empresa francesa.

O grupo liderado por Patrick Drahi terá comunicado esta intenção na semana passado, colocando logo em alerta sindicatos e o próprio Governo. O plano inicial previa a saída destes funcionários daqui a um ano, em julho de 2017, segundo o portal RTL.

Este plano vai afetar mais de um terço do quadro de pessoal da SFR, segundo o dirigente Frédéric Retourney, do sindicato CGT-FAPT. A operadora francesa conta atualmente com 14 300 colaboradores.

A SFR registou prejuízos no primeiro trimestre deste ano e perdeu mais de um milhão de clientes de 2015.

Ao Dinheiro Vivo, fonte oficial da Altice indica que a SFR “é uma empresa que resulta de 10 anos de aquisições de mais de 10 empresas, que mantém um modelo de organizacional que não teve qualquer tipo de atualização nos últimos 10 anos. É reconhecido que para a SFR se afirmar como uma empresa da era digital, que disponibiliza a melhor oferta de serviços para os seus clientes, terá de se atualizar e modernizar”.

O grupo acrescenta: “cumprimos integralmente os nossos compromissos, mas temos a responsabilidade social de preparar o futuro e faremos isso negociando com todos os sindicatos”.

No final de 2015, a SFR e a Numéricable estavam entre as empresas com maior atraso de pagamentos aos fornecedores em França.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
precários jovens licenciados

Jovens, precários e licenciados pagam ajustamento laboral da pandemia

Mealhada, 3/7/2020 -  O complexo Turístico Três Pinheiros, um espaço emblemático da Bairrada, apresentou um pedido de insolvência  na sequência das quebras provocadas pela pandemia de Covid-19.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Mais insolvências e menos novas empresas em julho

Uma funcionária transporta máscaras de proteção individual na fábrica de confeções Petratex, em Carvalhosa, Paços de Ferreira, 27 de abril de 2020. HUGO DELGADO/LUSA

Mais de 60% dos “ausentes” do trabalho são mulheres

Dona da PT prepara 5 mil rescisões em França