retalho

Dono da Delta entra no capital da tecnológica Zone Soft

Rui Miguel Nabeiro, grupo Nabeiro.
Rui Miguel Nabeiro, grupo Nabeiro.

Operação visa reforçar proposta de valor de Delta para o canal dos hotéis, cafés e restauração

O Grupo Nabeiro, que detém a Delta Cafés, adquiriu uma participação no capital do grupo Zone Soft, tecnológica portuguesa de software de faturação de ponto de venda, entre outras áreas de negócio. O valor da operação não foi comunicado, nem o valor da posição assumida pelo no capital da tecnológica.

“Esta operação inclui-se no âmbito da estratégia do Grupo Nabeiro para fortalecer a sua relação e proposta de valor para o canal Horeca”.

Fundada em 2005, a tecnológica nacional desenvolve internamente software para as áreas da restauração e bebidas, comércio e mobilidade, detendo ainda plataformas de fidelização, incluindo uma solução própria denominada freebee com mais de 430.000 utilizadores, soluções de atendimento automatizado através da empresa Levoo, e uma central de compras especializada com a marca Comproo.

A Zone Soft tem mais de 28.000 licenças ativas no mercado nacional, disponibilizando aos clientes uma tecnologia de ponto de venda de cloud-híbrida e “soluções que facilitam o atendimento e operação nos restaurantes, como são o caso da ementa digital, monitores de cozinha e app de gestão (para iOS e Android), entre outras funcionalidades”, descreve a empresa em nota enviada às redações.

A companhia tem ainda uma solução de pagamento, em parceria com a MyPOS, na qual o “terminal bancário incorpora o software de ponto de venda, permitindo uma experiência de pagamento única ao consumidor, já que inclui faturação, fidelização e pagamento num mesmo equipamento. Os pagamentos podem ser realizados através de banda magnética, chip ou recorrendo à tecnologia “contactless”, aceitando qualquer tipo de cartão bancário, nacional e internacional.”
Com mais de 55 colaboradores e uma rede de distribuidores a nível nacional, o Grupo Zone Soft tem como clientes empresas como o IKEA, McDonald’s, Aviludo, Grupo Capricciosa, Science4You, Eurest, Noori, Nata Lisboa, Cascais Kitchen, Mar Shopping, Kinda Food, Alegro, Dolce Vita Tejo, Arcádia, entre outros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
: PÁGINAS : LIXO 08-09 NEGÓCIOS Eólicas + Opinião

Eólica vs. solar. Que energia dominará a Europa em 2030?

Turistas no Miradouro São Pedro de Alcântara, em Lisboa.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Ourém recua, Guimarães pondera. São já 8 os municípios que cobram taxa turística

Algarve, Portugal. Fotografia: D.R.

Algarve confiante numa estabilização do mercado britânico

Outros conteúdos GMG
Dono da Delta entra no capital da tecnológica Zone Soft