Coronavírus

Dono do Cortefiel e Springfield fecha lojas. Compras só online

REUTERS/Susana Vera - RC12581D9130
REUTERS/Susana Vera - RC12581D9130

Grupo Tendam tem em Portugal 152 lojas que agora fecham portas aos clientes. Mantém operação online, não cobrando portes de envio.

É mais uma grande cadeia de retalho a anunciar o fecho temporário de lojas aos clientes. O Tendam, dono das marcas Cortefiel, Pedro del Hierro, Women’Secret, Springfield e Fifty, acaba de anunciar o encerramento “por tempo indeterminado” de todos os espaços em Portugal na sequência do surto do Covid-19. Grupo tem 152 pontos de venda.

“Este encerramento abrange todas as lojas de rua e presentes em grandes superfícies comerciais e insere-se no plano de contingência adotado pelo Tendam a nível nacional numa altura em que a epidemia se encontra em fase de mitigação, para garantir a proteção de todos os seus clientes e colaboradores”, justifica a companhia em comunicado.

O grupo mantém, no entanto, à semelhança de outras cadeias, a possibilidade de compras online, tendo sido adotadas novas medidas neste canal de venda, nomeadamente, o envio de encomendas sem ser cobrado portes de envio. O prazo de devolução também foi ampliado para 60 dias.

“As vendas online mantêm-se asseguradas pela equipa de Espanha, com o plano de contingência definido pelo Tendam que segue as orientações facultadas pelas autoridades sanitárias e com o reforço das medidas de higiene e segurança adequadas ao momento”, adianta fonte oficial do grupo quando questionada pelo Dinheiro Vivo.

“Todos os trabalhadores que desempenhavam funções em lojas físicas estão em casa a fim de garantir o isolamento social. E toda a equipa de marketing, quer em Portugal quer em Espanha está em regime de teletrabalho por tempo indeterminado”, refere a mesma fonte. No país a companhia tem cerca de mil colaboradores.

Presente em Portugal desde 1991, um dos 80 países onde está presente com mais de 2 mil lojas, o grupo tem mais de 100 lojas das insígnias Cortefiel, Pedro del Hierro, Springfield e Women´Secret.

O grupo é mais uma das cadeias de retalho especializado a anunciar fecho de lojas na sequência do surto do novo coronavírus. Salsa, Sacoor, Lanidor, Quebramar, Desigual, H&M, Kiabi são algumas das cadeias que já anunciaram medidas semelhantes, com muitos dos casos, mantendo o canal de vendas digital, com condições mais favoráveis para os consumidores, nomeadamente, ausência de custos com os portes de envio.

(notícia atualizada às 11h28 com mais informação sobre vendas online e número de colaboradores)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Saídas para a reforma disparam 43% na função pública

Foto: DR

EDP flexibilizou pagamento de faturas no valor de 60 milhões de euros

Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Moratórias bancárias estendidas até final de setembro de 2021

Dono do Cortefiel e Springfield fecha lojas. Compras só online