Retalho Alimentar

Dono do Minipreço sobe 6,4% vendas para 309,2 milhões até junho

Em Portugal, o grupo Dia explora as lojas Minipreço. Fotografia: Rui Oliveira/ Global Imagens
Em Portugal, o grupo Dia explora as lojas Minipreço. Fotografia: Rui Oliveira/ Global Imagens

No semestre grupo investiu 31,4 milhões, menos 23%, Espanha absorve a maior fatia. Em Portugal recua 1,7%, para 1,5 milhões.

O DIA, o grupo retalhista dono do Minipreço, fechou junho com vendas líquidas de 309,2 milhões de euros, uma subida de 6,4% face ao primeiro semestre do ano passado. Globalmente, o grupo registou no período com vendas líquidas de 3,5 mil milhões de euros, uma subida de 2,1%, apesar descida do número de lojas em 6% e a depreciação do peso argentino (34,1%) e do real brasileiro (19,1%). Em junho fechou com prejuízos de 187,7 milhões, ainda assim uma melhoria face aos 418,7 milhões de prejuízos de há um ano.

“Os resultados financeiros do segundo trimestre demonstram o impacto positivo da resposta adotada perante a situação do Covid-19 e da transformação do negócio que já estávamos a efetuar. Os clientes estão a responder à nossa atrativa oferta de proximidade e às nossas novas capacidades de venda online e os números positivos das vendas comparáveis (like-for-like) de junho e julho, após o confinamento, constituem um bom indicador desse progresso”, refere Stephan DuCharme, presidente do DIA, citado em nota de imprensa.

“Controlámos os custos perante o aumento das exigências em todo o setor relativamente a medidas de proteção e dotação de pessoas, graças às decisões de eficiência adotadas em 2019, ao mesmo tempo que os principais indicadores financeiros, como a melhoria do capital circulante e os fluxos de dinheiro positivos, evoluíram na direção correta”, diz.

“Vamos continuar a implementar no segundo semestre iniciativas de transformação incluídas no plano estratégico, com foco nos pilares fundamentais do nosso modelo de franquia e proposta de valor comercial melhorada, que se apoiam na otimização da eficiência operacional”, aponta.

Receitas em Portugal sobem

Em Portugal, onde o retalhista espanhol opera com a rede Minipreço e Dia, as vendas líquidas aumentaram 6,4% “graças às medidas de transformação locais que incluem um aumento da frequência da entrega de existências para consolidar o aumento da oferta de produtos frescos e os trabalhos de reforma em curso nas lojas”, destaca o grupo. O EBITDA fixou-se nos seis milhões, uma subida de cerca 86,7% face a igual período do ano passado.

No mercado nacional o grupo, presente em Espanha, Brasil e Argentina, implementou uma “frequência de entrega de 6 dias por semana em 80% da rede de lojas para consolidar o aumento da oferta de produtos frescos, com a otimização de
mercadoria em lojas e armazéns segundo o previsto”, destaca o grupo no relatório e contas.

No semestre, o grupo investiu 31,4 milhões, menos 23% do que há um ano. Espanha absorveu a maior fatia (22,6 milhões), tendo obtido um ligeiro reforço (+1,4%). O mesmo não sucede em Portugal que vê o investimento recuar 1,7%, para 1,5 milhões.

No período o grupo concluiu em Portugal a reforma em 125 lojas “para favorecer o arranque da otimização do sortido”. No país o DIA tem 568 lojas, de um total de 6400 supermercados, menos 229 lojas do que em relação ao fecho de 2019.

Até junho fecharam nove franquias em Portugal, abriu uma loja de franquia, tendo 19 franquias se transformado em 19 lojas próprias.

Em junho o grupo também terminou os testes da venda online, com cobertura na cidade de Lisboa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Empresas com quebras de 25% vão poder pedir apoio à retoma

Lisboa,  29/09/2020 - Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.
(Paulo Alexandrino/Global Imagens)

“Temos de ser cuidadosos em relação à dívida, no longo prazo ela terá de descer”

ANTONIO COTRIM/ LUSA

Governo aposta no clima e competências para recuperação – mas sem empréstimos

Dono do Minipreço sobe 6,4% vendas para 309,2 milhões até junho