Easy Hospital: um GPS no universo hospitalar

Ultrapassada a prova de conceito, esta aplicação móvel da Glintt está agora a incluir melhorias em áreas mais propensas a possíveis falhas.

Chama-se Easy Hospital e, como o próprio nome indica, pretende facilitar a vida a quem frequente unidades de saúde. É que nem sempre é fácil encontrar o que se pretende dentro de uma instituição destas, sobretudo se estivermos a falar de grandes espaços, tão dinâmicos como cidades em miniatura. Foi para facilitar a mobilidade interna nestas unidades que a Glintt, multinacional de serviços de tecnologia e consultoria, especializada na área da saúde, desenvolveu esta aplicação móvel que foi finalista na edição de 2016 do Prémio Inovação NOS.

Melhorar a vida do utente nas unidades de saúde foi o grande desafio da marca que identificou esta necessidade: pacientes fragilizados e perdidos nos corredores dos hospitais não resultam numa boa experiência. Não encontram o que pretendem, não chegam a horas às consultas e exames, e acabam por se sentir frustrados. O Easy Hospital é uma inovação nacional, que consiste numa aplicação móvel, com um GPS indoor que, aliado a uma tecnologia beacons (pequenos dispositivos de geolocalização utilizados nos telemóveis) permite saber onde está o utilizador e conduzi-lo, pelo caminho mais fácil, até ao local onde pretende chegar.

Esta aplicação passou já a fase de prova de conceito (POC), ou seja, provou a sua utilidade. Esta etapa foi importante para a tecnológica que tem agora tem a tarefa de nela incluir melhorias que surgiram da sua aplicação prática. “Estamos hoje a evoluir as áreas, técnicas e funcionais, que foram consideradas mais propensas a erro, falha de serviço ou com abrangência limitada”, explica Ricardo Afoito, manager de software solutions da empresa. São elas as comunicações com os beacons, para que não se tenham situações de falha que tornem o utente ainda mais perdido; e o design e experiência de utilização compreensiva, para que a Glintt tenha a certeza que todos os utentes podem ser utilizadores desta aplicação. “Desta evolução nascerá a primeira versão do EasyHospital”, revela Ricardo Afoito.

De futuro, esta aplicação poderá permitir outras funcionalidades, como por exemplo, a marcação de consultas ou o acesso a dados clínicos, evolução que está já a ser pensada. E a entrada deste produto no mercado brasileiro é uma opção que já está em cima da mesa.

Novos projetos na forja

A Glintt apresentou ainda em 2017 novas soluções na área da saúde. Enquanto parceira do Hospital de Cascais, instalou a sua tecnologia, chamada de Produto Globalcare, para que este se diferencie tecnologicamente. O Hospital de Cascais foi o primeiro em Portugal a obter a certificação máxima HIMSS (Healthcare Information and Management Systems Society). A parceria ajuda a reduzir os erros clínicos e as taxas de readmissão, aumentar a produtividade, rentabilizar os custos com recursos humanos, entre outras vantagens.

Com o Centro Hospitalar da Cova da Beira a Glintt está a desenvolver o MEDON, programa de reconciliação terapêutica, uma ferramenta informática capaz de aumentar a segurança na utilização da medicação. Trata-se de uma arma poderosa no estímulo aos programas de adesão terapêutica de todos os doentes e na melhoria da terapia medicamentosa do doente idoso, bem como o combate aos efeitos adversos tanto nas unidades de saúde como em casa. Em curso está ainda o projeto KnowLOGIS, uma parceria com o INESC, ainda em piloto, desta feita no Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia. Este projeto permitirá o desenvolvimento de um sistema de reporte inteligente que monitorize e acompanhe as atividades mais críticas da logística hospitalar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de