ecommerce

eBay cresce no mercado nacional e lança site em português

Ilya Kretov, líder da eBay Europa, fotografado num Hotel em Lisboa, antes duma entrevista ao Dinheiro Vivo.
( Gustavo Bom / Global Imagens )
Ilya Kretov, líder da eBay Europa, fotografado num Hotel em Lisboa, antes duma entrevista ao Dinheiro Vivo. ( Gustavo Bom / Global Imagens )

Moda nacional destaca-se no eBay, que estreia site em português e quer apoiar vendedores com logística barata.

Com mais de 20 anos de experiência em e-commerce, o eBay parece numa fase estável e positiva (com receitas acima do esperado) e aposta agora numa estratégia que envolve, desde já, Portugal. A empresa está mais focada em dar força aos vendedores e compradores locais, com sites e ferramentas nas suas línguas.

O russo Ilya Kretov é o líder do eBay para a Europa, Israel e Rússia e veio esta semana a Portugal “para contatar diretamente e pela primeira vez com vendedores portugueses”. Ao Dinheiro Vivo, Kretov anunciou que já no início de março vai ficar operacional um site em português de Portugal, inclusive nas ferramentas para os vendedores. “Portugal será um dos poucos países com a experiência do site a ser feita na sua língua.” Como vai funcionar? O site identifica de forma automática a origem do visitante (pelo IP ou pela morada de entrega) e não só fica em português como mostra artigos com entrega no país.

Os vendedores portugueses têm 99% do seu negócio para fora do país e Portugal “tem tido um crescimento surpreendente em vendas pelo site” – os números não são revelados – , com a maioria das vendas a ser “para os EUA e Europa”, mas registos curiosos de 2% e 3% de vendas para países como Austrália, Tailândia e Japão”. Daí que oscile entre o top 5 e o top 10 nos vendedores a nível europeu (posição ligeiramente inferior nos compradores).

E o que mais vendemos?

Roupa e sapatos. “Há um certo hype noutros mercados na procura por sapatos portugueses”. A segunda categoria são produtos eletrónicos e, a terceira, com empresas a “crescer dois dígitos nas vendas” estão os colecionáveis, com exemplos peculiares em vendas de brinquedos antigos.

Outra novidade que o eBay quer trazer para a Europa e para Portugal é já praticada nos EUA, onde os consumidores estão ávidos (e já têm) entregas e devoluções gratuitas e entregas no próprio dia. “Para que os vendedores fora dos EUA consigam competir com estas exigências de preços baixos e entregas rápidas e garantidas, estamos a integrarmo-nos com serviços como DHL e UPS e a criar armazéns de entregas, para que os vendedores tenham os seus produtos perto do país do comprador”. Kretov explica que, esses armazéns, vão permitir aos vendedores enviar no próprio dia os produtos e fazer devoluções rápidas “com um custo logístico de quase nada”.

Com os marketplaces chineses como Aliexpress e Gearbest com cada vez mais clientes europeus em busca de preços baixos, o responsável do eBay admite que a empresa norte-americana tem tentado valorizar as suas vantagens para rivalizar com esses sites. A maior diferença que o eBay oferece é “um espetro amplo de países de onde se pode comprar, como mais nenhuma plataforma tem”, um controlo de qualidade “muito superior às plataformas chinesas inclusive com os nossos vendedores chineses” e o envio mais rápido, seguro e em tempo garantido”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Sarah Costa/Global Imagens

Tomás Correia, Montepio e BNI Europa. O que está por detrás das buscas

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão (E), fala durante a sua audição perante a Comissão de Orçamento e Finanças, conjunta com a Comissão de Administração Pública, Modernização Administrativa, Descentralização e Poder Local, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de janeiro de 2020. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Governo volta a negociar aumentos de 2020 com funcionários públicos

Greve escola função pública

Último ano da geringonça foi o de maior contestação na função pública

eBay cresce no mercado nacional e lança site em português