TAP

Economia deverá ganhar 150 milhões com “Stopover” da TAP

Há tuk tuk por todo o país, desde Lisboa ao Porto, como este.

Descontos em hoteis, visitas a museus, passeios pelas cidades e rios são algumas das ofertas a quem proveitar esta “paragem” antes de seguir viagem.

O “Stopover Portugal” deverá trazer a Lisboa e Porto cerca de 150 mil novos turistas nestes próximo ano, devendo o número acelerar para os 300 mil anuais em 2018. Entre dormidas, refeições, compras e lazer tudo indica que cada uma destas pessoas gaste uma média de 150 euros por dia. Contas feitas, o impacto do novo programa, ontem lançado pela TAP, deverá ter um impacto na economia nacional da ordem dos 150 milhões de euros até 2018.

Fazer duas viagens pelo preço de uma e demorar-se entre um a três dias na paragem (em Lisboa ou no Porto) entre uma e outra é o ponto de partida deste novo produto da TAP, que se destina a todos os viajantes de longo-curso. Os estudos já realizados mostram que a estadia média de cada turista que aproveitar o “Stopover” será de duas noites.

O programa foi desenhado de forma a aproveitar a forte aposta que a TAP está a fazer no mercado norte-americano. Ao reforço de voos para Miami e Nova Iorque (Newark), a companhia aérea somou em junho um voo diário para Boston e a 1 de julho outro para Nova Iorque (mas desta vez PARA O JFK). No total, a TAP dispõe agora de 30 ligações semanais entre Portugal e os EUA. A estas juntam-se ainda os 67 voos semanais para o Brasil; 84 para África e 3 para a América Central (Caracas).

À espera dos turistas que aproveitem o programa estará uma rede que junta mais de 150 parceiros, entre hotéis, empresas de transportes (cruzeiros do Douro, por exemplo) museus ou restaurantes. Além de descontos nos hotéis, o programa inclui a oferta de uma garrafa de vinho em restaurantes, e experiências gratuitas como passeios de tuk tuk, vista a museus, degustações e observação de golfinhos no Sado.

Todas as ofertas poderão entretanto ser descarregadas numa aplicação, para que cada turista possa escolher onde quer ficar e tomar as suas refeições, o que e como visitar. As pessoas que reservam viagens com origem nos Estados Unidos ou no Brasil cujo destino final seja a Europa ou a África, podem, assim, beneficiar desta paragem em Lisboa ou no Porto sem que isso represente qualquer custo adicional ao preço que pagaram pelo voo. Os passageiros com ou origem noutros destino da TAP (África e Europa) em em trânsito para o Brasil ou EUA também poderão usufruir.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Teste - Redação DV

Liberdade e sustentabilidade dos media, com ou sem apoio do governo?

Regime dos residentes não habituais garante isenção de IRS a quem recebe pensões do estrangeiro.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Primeiros 18 residentes não habituais prestes a perder benefício

Miguel Albuquerque, do PSD Madeira.

Projeção. PSD perde maioria absoluta na Madeira

Outros conteúdos GMG
Economia deverá ganhar 150 milhões com “Stopover” da TAP