EDP, Galp e Iberdrola ganham clientes no mercado livre. Endesa segue a perder

EDP

A EDP continua a ser a empresa com mais clientes no mercado livre, mas a Galp e a espanhola Iberdrola estão a crescer cada vez mais. De acordo com dados da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), em janeiro deste ano, a EDP viu a sua base de clientes subir 24%, tendo agora uma quota de 81,8%, mas a Galp cresceu 21% e a Iberdrola deu um salto de 42%.

No entanto, enquanto a Iberdrola passou a ter 2,2% do mercado, assumindo-se como o quarto maior operador em número de clientes liberalizados, a Galp manteve a sua quota de 5,5%. Ainda assim, diz a ERSE no seu relatório, “a evolução da Galp nos últimos meses explicita uma aposta deste comercializador no segmento doméstico, através de uma oferta conjunta de gás natural e eletricidade”.

Segundo os dados do regulador, a Galp detém agora 4,6% dos consumos domésticos e é já o terceiro operador do mercado livre neste segmento.

A espanhola Endesa é que segue a perder expressão no mercado livre. Em janeiro, viu a sua quota de mercado cair 1,8 pontos percentuais, de 12% para 10,2%. Há um ano, tinha 17,7% dos clientes no mercado livre.

A empresa liderada por Nuno Ribeiro da Silva em Portugal está também a perder quota nos consumos abastecidos no mercado livre. Há um ano tinha 26,6% e agora tem 23,5% dos consumos.

No que respeita a consumos, em janeiro de 2013, a Galp foi a que teve um crescimento mais expressivo, passando a ter 4,4% de quota. Até a EDP perdeu presença em termos de consumos, caindo 0,4 pontos percentuais e ficando agora com uma quota de 41,7%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O antigo secretário de Estado da Energia e da Inovação, Henrique Gomes, fala perante a Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade, na Assembleia da República em Lisboa, 23 de janeiro de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

CMEC. Henrique Gomes disse que “Mexia é osso duro de roer” e teve de sair da REN

Theresa May, PM britânica, cumprimenta Mark Rutte, PM holandês. Fotografia: REUTERS/Piroschka van de Wouw

Mais de 250 empresas do Reino Unido contactam Holanda por causa do Brexit

António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças, num debate parlamentar sobre o OE2019. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Universidade Católica prevê menos crescimento em 2018 e 2019

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
EDP, Galp e Iberdrola ganham clientes no mercado livre. Endesa segue a perder