Energia

EDP investe 430 milhões em barragem no Peru e olha para a Colômbia

António Mexia, presidente executivo da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes
António Mexia, presidente executivo da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Contrato de concessão de barragem no Peru é válido por 30 anos e será feito em parceria com China Three Gorges

A EDP está a reforçar a aposta na América Latina. A elétrica portuguesa, através da Hydro Global, ganhou a concessão para a construção e exploração de uma barragem no Peru, num investimento estimado de 500 milhões de dólares (cerca de 430 milhões de euros). A EDP, no entanto, não quer ficar por aqui e admite estar a olhar para o mercado colombiano.

No Peru, a barragem será construída na zona do país e a sua produção poderá fornecer cerca de 400 mil casas, adianta João Marques da Cruz, administrador da EDP, na edição desta terça-feira do Jornal de Negócios. O contrato de concessão da barragem à Hydro Global – parceira 50/50 entre a EDP e a China Three Gorges – é válido por 30 anos.

A Colômbia é um dos mercados da América Latina que está a ser analisado pela EDP. “A Colômbia poderá ser um exemplo”, responde António Mexia, presidente executivo da elétrica, quando questionado sobre os países da região que estão nos critérios de investimento da EDP.

Além do Peru, México e Brasil são os outros dois países onde a EDP está presente neste momento. No México, há um paque eólico com capacidade de produção de 200 MW; no Brasil, há produção de eletricidade, através de barragens, centrais termoelétricas e eólicas, e duas distribuidoras.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mario Draghi. Fotografia: BCE

Draghi. Salários já não são grande ameaça à inflação

O Bastonário Marinho e Pinto

Batalha “pela liberdade na internet” decidida amanhã

Fotografia: Benoit Tessier/Reuters

Novas compras de media pela Altice é cenário “pouco provável”

Outros conteúdos GMG
EDP investe 430 milhões em barragem no Peru e olha para a Colômbia