EDP quer obrigar clientes a contratos de cinco anos

O objetivo da EDP com esta alteração é garantir uma maior estabilidade na sua carteira de clientes industriais e nas suas receitas.

A EDP Comercial está a notificar os seus clientes industriais de que a duração dos seus contratos de fornecimento de energia vai passar a ser de cinco anos devido à "atual conjuntura de preços no mercado de energia".

A EDP comercial garante que a adesão dos clientes à nova duração contratual é "voluntária". Mas nas cartas enviadas em dezembro aos seus clientes com contrato a chegar ao fim do prazo, a EDP refere que caso não aceitem as novas condições terão de "proceder à resolução do contrato", escreve o jornal Público na sua edição deste domingo.

A elétrica justifica a mudança com a conjuntura dos preços da energia no mercado grossista, que têm vindo a subir no último ano.

O objetivo da EDP com esta alteração é garantir uma maior estabilidade na sua carteira de clientes industriais e nas suas receitas.

Em resposta ao Público, a EDP indicou que os "contratos de maior prazo têm claros benefícios" para o segmento de clientes industriais. Segundo a empresa, com a mudança, aqueles clientes "garantem maior estabilidade e uma redução de custos ao beneficiarem dos preços mais baixos dos contratos de futuros a cinco anos".

A EDP Comercial é uma empresa diferente da EDP Serviço Universal que fornece energia aos clientes do mercado regulado.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de