EDP reage a imposto. Diz Catroga: “Imposto para produtores de energia afetaria consumidor”

Catroga: China é parceiro privilegiado
Catroga: China é parceiro privilegiado

O chairman e presidente do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) da EDP, Eduardo Catroga, rejeita a taxa que o governo quer impor aos produtores de energia que, garante, constitui uma violação dos contratos assinados e teria repercussões nos preços para o consumidor.

O governo anunciou esta tarde que vai criar uma taxa sobre as rendas dos produtores de
energia em Portugal. É uma das medidas de poupança que
substitui a TSU dos pensionistas, de que o governo abdicou (leia
mais aqui)
.

Governo cria nova taxa sobre rendas das produtoras de energia. Leia aqui

“Ouvi pela rádio, não sei os termos exatos desta intenção ou
proposta”, disse ao Dinheiro Vivo. “Mas como presidente do CGS da EDP – que não seria a única
empresa afetada por esta medida – fiquei muito surpreendido com o
pouco que ouvi. Não posso acreditar que o Estado português, que recentemente vendeu ações desta empresa e que vendeu também ativos [as hídricas], e assumiu compromissos”, proponha semelhante medida, afirmou. Para Catroga, “a concretizar-se, essa intenção ainda
vaga põe em causa o acordo assinado”.

Uma taxa sobre as produtoras de energia como a EDP, continua, “significaria que o Estado não cumpriria os compromissos assumidos e
que por isso teria vendido gato por lebre – o que eu não acredito
que possa ter acontecido”. “Isso seria gravíssimo como mensagem para o
mercado de capitais, quando decorrem outras privatizações, e o bom
nome do Estado português seria posto em causa. A credibilidade do Estado ficaria em xeque.”

Eduardo Catroga sublinha que a situação em Portugal é diferente da que se vive em Espanha, “onde não se
venderam ações nem ativos”. “Aqui existem compromissos a serem
respeitados. Se esta medida fosse para a frente, o que não acredito – e falo aqui como
representante dos acionistas e presidente do CGS -, posso dizer que a empresa
iria reagir”, garantiu.

Como? “Acionando um pedido de reembolso tendo por base o acordo
assinado.”

E garante, ao contrário do que o governo assegurou na conferência de imprensa para anunciar os resultados da 8.ª e 9.ª avaliações da troika: “Um imposto sobre os produtores de energia irá certamente
refletir-se nos consumidores.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

EDP reage a imposto. Diz Catroga: “Imposto para produtores de energia afetaria consumidor”