Energia

EDP Renováveis conclui venda de rotação de ativos no valor de 808 milhões

João Manso Neto, CEO da EDP Renováveis
João Manso Neto, CEO da EDP Renováveis

A empresa liderada por Manso Neto concluiu a venda de ativos na Europa, arrecadando 808 milhões de euros.

A EDP Renováveis já terminou o processo de venda de rotação de ativos na Europa. “A EDP Renováveis, S.A. (“EDPR”) informa que, no seguimento da informação anunciada a 23 de Abril de 2019, foi concluída a venda da sua participação acionista total e dos empréstimos acionistas, a investidores institucionais aconselhados por J. P. Morgan Asset Management, por 808 milhões” de euros, revela a empresa liderada por Manso Neto à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O portefólio alienado é composto por “ativos de energia eólica onshore em operação, com capacidade instalada de 997 MW (491 MW líquidos para a EDPR – participação de 51% na maioria dos parques eólicos), em Espanha, Portugal, França e Bélgica. O acordo concluído hoje [terça-feira, 30 de julho] é parte do programa de asset rotation, contemplado no Strategic update 2019-22 anunciado a 12 de março de 2019″.

A comunicação ao mercado desta venda tem lugar depois de, nesta segunda-feira, 29 de julho, a empresa de energias limpas ter revelado que tinha alcançado um acordo com uma filial da Actis, um investidor de private equity, para vender a totalidade da sua participação acionistas num projeto de tecnologia eólica onshore com 137 MW, de capacidade instalada, no Brasil. A venda foi concretizada por 155 milhões de euros. Contudo, este valor está ainda sujeito a ajustes aquando da conclusão da operação, de acordo com as informações presentes no comunicado enviado à CMVM na altura.

Na semana passada, a companhia apresentou os seus números relativos ao primeiro semestre. De janeiro a junho, a EDP Renováveis teve lucros de 343 milhões de euros, o que representa um aumento de 147% face ao período homólogo do ano passado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Vista aérea da Praça dos Restauradores em Lisboa, Portugal, 24 Março de 2020. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

A economia entrou em estado de quarentena

Lisboa, 10/05/2019 - Vida do Dinheiro (DN-TSF) - Isabel Furtado, presidente da Cotec e da TMG.
Isabel Furtado
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Covid-19: “Medidas têm de ser estratégicas e não apenas imediatas e impulsivas”

Ursula  von der Leyen, presidente da Comissão Europeia. Fotografia: Kenzo Tribouillard/AFP

Comissão Europeia vai rever proposta de orçamento da UE

EDP Renováveis conclui venda de rotação de ativos no valor de 808 milhões