Energia

EDP Renováveis conclui venda de rotação de ativos no valor de 808 milhões

João Manso Neto, CEO da EDP Renováveis
João Manso Neto, CEO da EDP Renováveis

A empresa liderada por Manso Neto concluiu a venda de ativos na Europa, arrecadando 808 milhões de euros.

A EDP Renováveis já terminou o processo de venda de rotação de ativos na Europa. “A EDP Renováveis, S.A. (“EDPR”) informa que, no seguimento da informação anunciada a 23 de Abril de 2019, foi concluída a venda da sua participação acionista total e dos empréstimos acionistas, a investidores institucionais aconselhados por J. P. Morgan Asset Management, por 808 milhões” de euros, revela a empresa liderada por Manso Neto à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O portefólio alienado é composto por “ativos de energia eólica onshore em operação, com capacidade instalada de 997 MW (491 MW líquidos para a EDPR – participação de 51% na maioria dos parques eólicos), em Espanha, Portugal, França e Bélgica. O acordo concluído hoje [terça-feira, 30 de julho] é parte do programa de asset rotation, contemplado no Strategic update 2019-22 anunciado a 12 de março de 2019″.

A comunicação ao mercado desta venda tem lugar depois de, nesta segunda-feira, 29 de julho, a empresa de energias limpas ter revelado que tinha alcançado um acordo com uma filial da Actis, um investidor de private equity, para vender a totalidade da sua participação acionistas num projeto de tecnologia eólica onshore com 137 MW, de capacidade instalada, no Brasil. A venda foi concretizada por 155 milhões de euros. Contudo, este valor está ainda sujeito a ajustes aquando da conclusão da operação, de acordo com as informações presentes no comunicado enviado à CMVM na altura.

Na semana passada, a companhia apresentou os seus números relativos ao primeiro semestre. De janeiro a junho, a EDP Renováveis teve lucros de 343 milhões de euros, o que representa um aumento de 147% face ao período homólogo do ano passado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ministro da Economia Pedro Siza Vieira, no Roteiro Automóvel, visitou a PSA e conduziu um dos carros fabricados em Mangualde.  (João Silva / Global Imagens )

Governo quer choque elétrico nas fábricas de automóveis

Ana Jacinto, secretária-geral da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) antes de uma entrevista, esta manhã nos estúdios TSF.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Ana Jacinto. Hotelaria e restauração precisam de mais de 40 mil trabalhadores

despedimentos coletivos

Despedimentos coletivos voltam a subir em 2019 e arrasam no Norte

EDP Renováveis conclui venda de rotação de ativos no valor de 808 milhões