EDP terá que mudar contadores para modelo inteligente

ng4267594

A maioria dos contadores de eletricidade que os portugueses têm em casa vai ser substituída por aparelhos inteligentes até 2020. Dos 600 milhões de euros necessários, para já há apenas dotação comunitária para 120 milhões de euros e a expectativa de que, com a massificação da tecnologia, os custos baixem.

“Existe ainda a possibilidade de recorrer ao Programa Juncker”, adiantou fonte do gabinete do secretário de Estado da Energia, acrescentando que “os operadores de rede podem apresentar candidaturas”.

Para os consumidores, fica uma garantia: “Os contadores só serão implantados na medida em que sejam não onerosos para o consumidor, ou seja, os preços a aplicar aos clientes não podem nunca aumentar”, assegurou a mesma fonte.

Pelo menos 80% dos contadores instalados nas casas dos portugueses deverão ser inteligentes até 2020, estabeleceu uma diretiva de 2009 da Comissão Europeia, se a análise custo-benefício for positiva. A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) está encarregada de avaliar se a poupança de energia compensa face aos custos de implementação. “O estudo da ERSE aguarda o resultado das negociações relativas aos fundos estruturais afetos às redes inteligentes que decorrem entre várias entidades públicas”, explicou fonte oficial ERSE.

Tal relatório definirá quando, como e por quanto serão instalados os contadores inteligentes, capazes de, por exemplo, alertar os consumidores para consumos elevados, enviar contagens remotamente ou religar a eletricidade sem esperar por técnicos.

De acordo com fonte da EDP Distribuição, operador que detém 99,5% dos contadores e que já instalou cerca de 100 mil EDP Box em projetos-piloto iniciados há meia dúzia de anos, a mudança de mais de quatro milhões de contadores até 2020 “ainda é exequível, se for iniciada este ano, mas muito exigente”. O operador estima que cada equipa consiga “montar cerca de dez a 12 equipamentos por dia, embora este número varie bastante em função da área de intervenção, mais urbana ou mais rural”.

Quanto ao financiamento da operação, a mesma fonte adiantou que “o valor definitivo do investimento não está ainda fechado, até porque a evolução da tecnologia e sua massificação poderá permitir uma redução dos custos”, contando ainda com “o valor dos benefícios que esta nova solução introduz na EDP Distribuição e no sistema elétrico” para completar a viabilidade da mudança.

Alguns modelos de contadores inteligentes apresentavam custos superiores aos benefícios, com o consumo de energia do próprio sistema e o custo de transmissão de dados. Mas a EDP Distribuição diz já ter encontrado o modelo adequado, que tem um consumo semelhante ao de um contador convencional e transmite os dados através da “tecnologia Power Line Carrier (PLC), em que a comunicação de dados é realizada através dos próprios cabos elétricos”.

Évora foi, em 2007, a cidade escolhida para testar a EDP Box, que depois se multiplicou em minipilotos em Viana do Castelo, Aveiro, Cantanhede, Santarém/Coruche e Lisboa. Os clientes não ficaram propriamente satisfeitos, como constatou a DECO, que recebeu “queixas relativas à substituição dos contadores sem pré-aviso e sem possibilidade de o cliente verificar a contagem antes e depois da mudança, dificuldades em retirar as leituras e na leitura dos painéis dos contadores inteligentes”, adianta Diogo Santos Nunes. Isso, além do problema da hora desfasada em milhares de contadores com tarifa bi-horária, que obrigou a EDP a indemnizar os clientes.

A EDP Distribuição assegura que foram feitas sessões de esclarecimento nos concelhos em causa, além de ter havido explicações do técnico e de terem sido oferecidos manuais a cada utilizador. Quando avançar a mudança generalizada, fará uma campanha de informação a nível nacional.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

EDP terá que mudar contadores para modelo inteligente