Mobilidade Elétrica

Efacec ganha encomenda da Electrify América

Ângelo Ramalho, CEO da Efacec. Fotografia: Pedro Granadeiro/Global Imagens
Ângelo Ramalho, CEO da Efacec. Fotografia: Pedro Granadeiro/Global Imagens

A empresa portuguesa tem uma encomenda de 300 estações de carregamento para carros eléctricos nos EUA

O grupo Efacec é um dos fornecedores da Electrify America de equipamentos de carregamento ultrarrápido para veículos elétricos. Numa primeira fase, a empresa portuguesa terá de fornecer 300 estações de carregamento.

O projeto da Electrify America para o carregamento de carros elétricos prevê a instalação de dois mil equipamentos, distribuídos por 484 localizações nos EUA. Segundo comunicado, o investimento da empresa norte-americana integra a utilização do primeiro carregador rápido com potência de 350kW DC com cabo refrigerado certificado, que permite fornecer velocidades de carregamento até 30km por minuto, isto é, sete vezes mais rápido que os atuais carregadores de 50kW.

A Efacec, que se afirma líder mundial de carregadores rápidos e ultrarrápidos para carros elétricos, “reforça a sua posição no mercado global ao ser escolhida para participar numa das iniciativas mais importantes a nível mundial na área da mobilidade elétrica”, lê-se no comunicado.

Segundo a Efacec, todos os “aspetos do sistema de carregamento, da tecnologia ao design” foram realizados internamente, incluindo a gestão operacional nos EUA, a cargo da subsidiária Efacec USA.

Inovação tecnológica, capacidade de entrega e compromisso” são, segundo João Paulo Pinto, administrador da Efacec, as razões que levaram a Electrify America a selecionar o grupo português como um dos seus fornecedores.

Os carregadores foram objeto de desenvolvimentos específico para a Electrify America e possuem vários avanços tecnológicos, incluindo cabos de carregamento CCS1 refrigerados a líquido, certificados pela primeira vez. A refrigeração é um fator-chave para permitir o carregamento com maior potência sem um aumento significativo da espessura do cabo. Segundo a mesma fonte, os cabos refrigerados são mais finos, flexíveis, leves e fáceis de manusear.

A Electrify America começa já esta primavera a instalar as estações de carregamento ultrarrápido. O objetivo é ter todas as estações em operação ou em construção em 17 áreas metropolitanas e em autoestradas em 39 estados norte-americanos no verão de 2019. As estações serão instaladas em locais de carregamento de veículos elétricos, com acesso a áreas comerciais, restauração, estacionamento e outras infraestruturas de conveniência.

A empresa norte-americana prevê investir 2 mil milhões de dólares nos próximos 10 anos em infraestruturas, formação e acesso a veículos com emissão zero de carbono.

AEfacec inaugurou, em fevereiro, a nova fábrica dedicada à mobilidade elétrica, na Maia. A unidade permite já uma produção em larga escala de carregadores rápidos e irá assumir um papel estratégico no fornecimento dos novos carregadores ultrarrápidos state-of-art à Electrify America.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Efacec ganha encomenda da Electrify América