Automóvel

Efacec vende carregadores móveis a marca alemã

Maros Sefcovic, vice presidente da Comissão Europeia, simula o carregamento de um veículo elétrico, ao lado de Ângelo Ramalho, CEO da Efacec, durante a visita às instalações da Efacec Electric Mobility, na Maia. Fotografia: Fernando Veludo/Lusa
Maros Sefcovic, vice presidente da Comissão Europeia, simula o carregamento de um veículo elétrico, ao lado de Ângelo Ramalho, CEO da Efacec, durante a visita às instalações da Efacec Electric Mobility, na Maia. Fotografia: Fernando Veludo/Lusa

Em conjunto, estes automóveis poderão ganhar uma autonomia de até 1000 quilómetros graças a esta solução.

A Efacec, através da unidade de mobilidade elétrica (EEM), vendeu a primeira estação de carga móvel ultrarrápida do mundo a uma marca automóvel alemã. Esta estação inclui três unidades que permitem a carga de três veículos elétricos ao mesmo tempo. Em conjunto, estes automóveis poderão ganhar uma autonomia de até 1000 quilómetros graças a esta solução.

Esta estação também tem outra vantagem face à concorrência: “permite a carga de veículos em diferentes localizações onde não seja oportuno a instalação definitiva de infraestrutura de carga: pistas de teste, testes de estrada, testes em locais com condições remotas – muito frios ou quentes, com pó, em de altitude elevada entre outros”, explica a Efacec em nota enviada às redações esta quinta-feira.

A estação móvel pode ser transportada num reboque e o sistema é alimentado pela rede elétrica móvel local ou através de um gerador, caso não haja infraestrutura elétrica disponível. É fornecida tensão de saída entre os 920 volts e os 1000 volts.

A empresa portuguesa acrescenta ainda que “está já a trabalhar em diversos projetos que incorporam estas soluções de carga de elevada potência, nomeadamente com marcas de renome mundial no setor automóvel e com Operadores de Redes de Carregamento, em projetos na Europa e EUA”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Página inicial

REUTERS/Stephen Lam/File Photo

Moedas como Libra do Facebook podem diminuir poder dos bancos centrais

Outros conteúdos GMG
Efacec vende carregadores móveis a marca alemã