Tecnologia

Elon Musk. Este é o sistema de transporte que irá colonizar Marte

O CEO da SpaceX revelou os ambiciosos planos no México

No palco da Conferência Astronáutica Internacional, em Guadalajara, Elon Musk revelou finalmente como pretende colonizar Marte. O CEO da SpaceX, uma empresa privada de voos espaciais, mostrou os detalhes do Interplanetary Transport System (ITS), que levará pessoas e carga para o planeta vermelho, até 100 toneladas de peso.

Em vista, a constituição de uma colónia autossustentável de humanos em Marte – mais precisamente, um milhão de pessoas. Este é o número que Musk diz ser possível atingir dentro de “40 a 100 anos” e garantirá a sobrevivência da espécie no planeta. O objetivo é levar 100 pessoas de cada vez.

Como só é possível ir a Marte a cada dois anos, as contas apontam para dez mil viagens espaciais. “É muita viagem”, brincou Elon Musk.

Os vídeos e maquetes que o visionário revelou em palco mostram que o sistema é muito maior que o Falcon 9 da SpaceX: serão 122 metros de altura, quase o dobro.

SpaceX CEO Elon Musk unveils his plans to colonize Mars during the International Astronautical Congress in Guadalajara, Mexico, September 27, 2016. REUTERS/Stringer FOR EDITORIAL USE ONLY. NO RESALES. NO ARCHIVES.

Para o lançamento, será necessário um impulso de 1,3 toneladas, pelo que o ITS usará 40 motores de foguetões Raptor. Assim que a nave entrar em órbita, o booster irá regressar à Terra e será relançado de imediato com uma estrutura de reabastecimento. É aí que o ITS “abre as asas”: literalmente, dois painéis solares que fornecerão 200kW de energia à nave.

Leia também: Corrida espacial. Bezos mostra foguetão para concorrer com Musk

“Vai ser tipo, muito divertido. Vocês vão adorar”, disse Musk, falando do interior da nave e fazendo rir a audiência. E continuou, dizendo que as opções de financiamento vão desde “roubar roupa interior” a lançar campanhas no KickStarter. Mas, na verdade, o que Musk pretende é que haja uma parceria público-privada gigantesca que permita tornar isto uma realidade. “Estamos a tentar avançar o mais possível agora, com os recursos que temos”, anunciou. “A grande razão pela qual estou a acumular ativos é para financiar isto”, disse, para grande ovação dos presentes.

O calendário apresentado aponta para o início dos voos “a sério” a partir de 2022, e levar pessoas para ficar dentro de dez anos. “Há uma grande hipótese de não conseguirmos, é um grande risco, mas vamos dar o nosso melhor.”

SpaceX CEO Elon Musk unveils his plans to colonize Mars during the International Astronautical Congress in Guadalajara, Mexico, September 27, 2016. REUTERS/Stringer FOR EDITORIAL USE ONLY. NO RESALES. NO ARCHIVES.

.

“As primeiras viagens para Marte serão muito perigosas. O risco de fatalidades será muito elevado”

Sendo uma conferência astronáutica, Musk passou bastante tempo em detalhes técnicos, explicando os progressos que a SpaceX fez nos últimos anos – todo este projeto começou em 2002, quando o CEO achava que tinham “10% de hipóteses” de serem bem-sucedidos.

E quem serão as pessoas escolhidas para iniciarem esta colonização? Elon Musk não tentou mascarar a realidade. “As primeiras viagens para Marte serão muito perigosas. O risco de fatalidades será muito elevado. A seleção será algo como, ‘você está preparado para morrer? Se sim, então é um candidato para ir’.”

No entanto, sublinhou que isto é menos sobre quem serão os primeiros e mais sobre minimizar o risco existencial da Humanidade. Durante as perguntas e respostas, um dos participantes limitou-se a gritar “levantem-se e aplaudam! Este homem inspira-nos a todos!”.

Leia também: No futuro que Musk prevê, as pessoas não terão um carro

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Turismo em crise já pensa no day after

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo estima que mais de um terço dos empregados fique em lay-off

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Folga rara. Custo médio do petróleo está 10% abaixo do previsto no Orçamento

Elon Musk. Este é o sistema de transporte que irá colonizar Marte