Em junho, chega mais uma low cost a Lisboa. Que tal escapar para Toronto?

ng3119603

A capital portuguesa vai ganhar uma nova companhia low cost este verão. Atravessar o Atlântico rumo ao Canadá vai ficar mais fácil para os portugueses com a chegada da companhia aérea Rouge, que a partir de 21 de junho vai começar a voar entre Lisboa e Toronto.

O objetivo da subsidiária da Air Canada é trazer mais turistas para Portugal. Em 2012, 286 mil canadianos visitaram o país, com a maioria a escolher o Algarve e Lisboa, responsáveis por 100 mil e 99 mil dormidas nesse ano, respetivamente, segundo o Turismo de Portugal.

“Lisboa é um destino popular de férias e é um excelente complemento a outros destinos europeus que a Air Canada Rougeserve com orgulho”, explica ao Dinheiro Vivo Leela Kapur, porta-voz da companhia. Os voos vão prolongar-se até final do verão, ou seja, 21 de setembro.

E além dos voos transatlânticos, a companhia também vai apostar em pacotes
turísticos através da sua agência, a Air Canada Vacations. “Vamos
oferecer uma grande variedade de opções: excursões em Lisboa, rotas
para explorar o norte, incluindo Fátima e o Porto, e hotéis no Algarve,
onde estão algumas das mais belas praias do mundo”, sublinha.

Leia também: Companhias low cost foram as que cresceram mais nos aeroportos portugueses

Portugal junta-se, assim, a outros destinos europeus como Espanha, Grécia e Itália, para os quais a subsidiária da Air Canada já voa.

O mercado da saudade vai ser uma fatia importante da operação portuguesa para a transportadora: vivem 450 mil portugueses no país, segundo estimativas oficiais do governo de Ottawa. “Também existe um grande mercado para pessoas que vão visitar amigos e família. Os voos diretos vão assim tornar esta viagem muito mais fácil”, afirma a responsável.

A companhia iniciou operações no ano passado, quando começou a voar com quatro aviões: dois Airbus A319 e dois Boeing 767-300ER, tendo atualmente 17.

Mas a ambição da Rouge é maior. Até ao final do ano a companhia vai aumentar em 430 o número de trabalhadores, para um total de 650, e quer adquirir mais aviões, para chegar a uma frota de 33 aparelhos.

No início deste ano, a transportadora anunciou a contratação de centenas de comissários e assistentes de bordo no Canadá. Para Portugal, as datas de contratação ainda não estão fechadas, mas deverão ser conhecidas em breve.

De baixo custo, mas com serviço premium

Mas desengane-se quem pensar que viajar numa companhia low cost significa menos conforto. A Rouge também disponibiliza um serviço premium, com lugares mais espaçosos, refeições mais elaboradas, check-in e embarque prioritário e, cereja no topo do bolo, a possibilidade de alugar um iPad durante o voo.

Além de Lisboa, a Rouge também voa para Barcelona, Veneza, Atenas, Dublin, Manchester e Edimburgo. Na América do Norte, a companhia liga Toronto e Montreal com o México, Caraíbas – incluindo Jamaica, Cuba ou República Dominicana – e os Estados Unidos, aterrando em Las Vegas ou Orlando, na Florida.

Rumo à capital portuguesa estão previstos três voos por semana: às segundas, quartas e sábados; para a maior cidade canadiana também vão sair três voos semanais de Lisboa: às terças, quintas e domingos.

A longo prazo, a companhia garante que, com o surgimento de resultados positivos, vai continuar a procurar expandir o seu investimento. “A resposta inicial está a encorajar a Rouge e para o futuro vamos continuar a procurar oportunidades para oferecer maior capacidade e destinos adicionais em Portugal”, afirma Leela Kapur.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Patrick Drahi, fundador da Altice

Altice. Dona da PT confirma conversações para compra da TVI

Tesouro italiano coloca milhões a taxas de juros mínimas

Governo italiano aprova resgate de dois bancos à beira da falência

António Serrano, nos estúdios da TSF. Professor catedrático e político português, foi Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas do XVIII Governo Constitucional de Portugal.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

António Serrano: “É preciso um choque de gestão no território florestal”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Em junho, chega mais uma low cost a Lisboa. Que tal escapar para Toronto?