EMEF: Governo avança com integração de 40 precários

Estes 40 trabalhadores somam-se às 102 novas contratações autorizadas pelo Governo há umas semanas, segundo o gabiente de Pedro Marques.

O Governo homologou esta terça-feira processos relativos à integração de 40 trabalhadores precários nos quadros da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF), disse fonte do Ministério do Planeamento e das Infraestruturas (MPI) à Lusa.

Segundo a fonte oficial, os ministros do MPI e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social homologaram esta terça-feira os processos ao abrigo do Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários na Administração Pública (PREVPAP) da EMEF.

"Na prática, 40 trabalhadores que tinham vínculo precário com a empresa de manutenção da CP passam para os quadros da empresa", disse.

Estes 40 trabalhadores somam-se às 102 novas contratações autorizadas pelo Governo há umas semanas e cujo processo de recrutamento está em curso. No entanto, apenas 40 das 102 vagas são verdadeiros reforços; as restantes 62 entradas não são mais do que a conversão de contratos precários, denunciam os sindicatos do setor e a comissão de trabalhadores da empresa.

Entre 2015 e 2017, a EMEF contratou 124 trabalhadores, segundo dados do MPI.

Na semana passada, a EMEF, anunciou ter selecionado 18 trabalhadores de um total de 102 que pretende contratar até ao final do ano.

Segundo uma nota enviada pela empresa, estes funcionários "serão integrados nas equipas de reparação e manutenção da empresa dos polos oficinais de Contumil, Santa Apolónia, Campolide e Oeiras".

Sobre o processo de recrutamento, que visa a contratação de 102 trabalhadores, a EMEF assegura que este "prossegue a bom ritmo" e estima que esteja concluído "até ao final do ano".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de