Automóvel

Emissões: Audi, Volkswagen e Porsche chamam 850 mil carros à oficina

Marca diz ainda que está a ser alvo de uma investigação por parte da KBA, que ainda não foi concluída

O grupo Volkswagen vai recolher um total de 850 mil automóveis das marcas Audi, Porsche e Volkswagen em todo o mundo, exceto nos Estados Unidos e no Canadá. O gigante automóvel alemão pretende realizar uma atualização de software nos carros com motores de seis e oito cilindros a gasóleo das normas de emissões EU5 e EU6, anunciou esta sexta-feira o grupo em comunicado. O processo é voluntário.

“A Audi pretende manter a viabilidade dos motores a gasóleo para os seus consumidores e contribuir para a melhoria da qualidade do ar. Ao mesmo tempo, a Audi está convencida que o programa irá contrariar possíveis penalizações aos carros com motores a gasóleo. Com a diminuição do consumo de combustível, estes motores vão ajudar a alcançar as ambiciosas metas de emissões de CO2 na Europa, outra das razões para este programa de recolha”, justifica a empresa no mesmo documento.

A Audi, marca do grupo VW que lidera este processo, diz que desde 2016 esteve a analisar todas as combinações entre motores e transmissões em cooperação com o Ministério dos Transportes e a autoridade automóvel da Alemanha (KBA).

A marca diz ainda que está a ser alvo de uma investigação por parte da KBA, que ainda não foi concluída. “Se essas investigações resultarem em mais consequências, a Audi irá, obviamente, implementar as soluções técnicas necessárias”, refere a empresa no final do comunicado.

Esta é a segunda vez esta semana que uma marca anuncia um processo de recolha de veículos a gasóleo. A Mercedes iniciou na terça-feira, 18 de julho, a recolha voluntária de três milhões de automóveis a gasóleo na Europa.

O processo foi anunciado depois de uma investigação levada a cabo pelo jornal Süddeutsche Zeitung e com as emissoras de televisão NDR e WDR ter adiantado que a marca de Estugarda terá, durante quase uma década, entre 2008 e 2016, vendido nos Estados Unidos e na Europa carros com nível de emissões de gases poluentes elevado e não autorizado

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
7. Aeroporto de Londres Heathrow

Oficial. Portugal fora do corredor turístico do Reino Unido

O primeiro-ministro, António Costa (E), ladeado pelo ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira (D), durante o debate parlamentar que antecede a votação do texto final apresentado pela Comissão de Orçamento e Finanças que aprova o Orçamento Suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 03 de julho de 2020. O parlamento deverá aprovar hoje, em votação final global, a proposta de orçamento suplementar, que se destina a responder às consequências económicas e sociais provocadas pela pandemia de covid-19. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Aprovado o Orçamento Suplementar apenas com o voto a favor do PS

A deputada do CDS-PP Cecília Meireles durante o debate na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2020 . (MIGUEL A. LOPES/LUSA)

Deputados mantêm suspensão da devolução de manuais escolares

Emissões: Audi, Volkswagen e Porsche chamam 850 mil carros à oficina