Coronavírus

Empresa de impressões 3D ajuda hospitais com produção de viseiras

Exemplo de uma impressora 3D da portuguesa BeeVeryCreative. (Arquivo/Global Imagens)
Exemplo de uma impressora 3D da portuguesa BeeVeryCreative. (Arquivo/Global Imagens)

Angariar pessoas ou empresas que possuam impressoras 3D, para ajudar hospitais a ter o material necessário, é o objetivo desta iniciativa.

A empresa portuguesa de impressões a três dimensões FAN3D criou um formulário para a produção de viseiras, de auxílio a hospitais, devido à pandemia da Covid-19, tendo já mais de 50 impressoras aderido ao movimento.

A ideia, criada em 18 de março, seguiu-se a uma primeira produção por parte da empresa lisboeta, que entregou 30 viseiras ao hospital de Setúbal, o que gerou muitos pedidos de outras instituições hospitalares de todo o país e à entrega de mais materiais médicos elaborados pela FAN3D.

O formulário (ver aqui), disponível na página da empresa na rede social Facebook, foi já preenchido por mais de 50 entidades de todo o país, tendo como objetivo angariar pessoas ou empresas que possuam impressoras a três dimensões, de forma a conseguir ajudar hospitais a ter o material necessário para o combate à pandemia da Covid-19.

“Temos uma enorme vontade de ajudar qualquer instituição que precise de material médico nesta complicada altura em que os bens necessários estão a esgotar e toda a ajuda é bem recebida”, afirmou o diretor da empresa, Eurico Assunção.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 428 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 19.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, há 43 mortes, mais 10 do que na véspera (+30,3%), e 2.995 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que regista 633 novos casos em relação a terça-feira (+26,8%).

Dos infetados, 276 estão internados, 61 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 22 doentes que já recuperaram.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
dbrs-1060x594

DBRS mantém rating de Portugal em ‘BBB’ e perspetiva estável

O primeiro-ministro, António Costa, intervém durante a cerimónia de assinatura de declaração de compromisso de parceria para Reforço Excecional dos Serviços Sociais e de Saúde e lançamento do programa PARES 3.0, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em Lisboa, 19 de agosto de 2020. ANDRÉ KOSTERS/LUSA

“Na próxima semana podemos chegar aos 1000 casos por dia”, avisa Costa

App Stayaway covid

App Stayaway Covid perto do milhão de downloads. 46 infetados enviaram alertas

Empresa de impressões 3D ajuda hospitais com produção de viseiras