Inovação

Empresa de sémen suíno ganha prémio de inovação

Porcos. Fotografia: D.R.
Porcos. Fotografia: D.R.

A AIM CIALA, empresa de sémen suíno ganha prémio de inovação

A AIM CIALA, Centro de Inseminação Artificial do Litoral Alentejano, localizada em Santiago do Cacém, foi a vencedora da primeira edição do Prémio Fausto Correia, entregue durante a comemoração do Centenário da Caixa de Crédito Agrícola da Costa Azul.

O prémio distinguiu a importância da simplificação de procedimentos e o peso que o excesso de burocracia coloca sobre empresas e cidadãos. Assim a empresa distinguiu-se pela sua aposta permanente na inovação e na tecnologia mais avançada do sector.

A empresa, fundada em 1997 pelo Agrupamento de Suinicultores do Litoral Alentejano, ASLA, tinha por objetivo melhorar o nível sanitário, genético e reprodutivo dos efetivos dos seus sócios e suinicultores da região de Santiago do Cacém.

O CIALA iniciou a sua atividade com 20 varrascos, tendo evoluído ao longo destes anos por solicitação do mercado. Conta atualmente com três centros, em Santiago do Cacém, Benedita e Vendas Novas, com sucessivas ampliações em função da crescente procura.

Em resultado da necessidade estratégia, optou em 2006 por se associar ao grupo internacional AIM Worlwide, especializado em serviços de reprodução e difusão genética.

Atualmente a AIM CIALA é líder de mercado nacional e empresa de referência para o sector da suinicultura, com fortes investimentos em infraestruturas, tecnologia, inovação e formação. Foi o primeiro Centro de Inseminação Artificial certificado em Portugal, com elevado grau de biossegurança.

O sector da suinicultura representa para a economia nacional um volume anual de 600 milhões de euros, representando um quinto de toda a pecuária. A exportação tem um peso significativo, com empresas a exportar tanto animais como genética, num sector que tem deixado de ser tradicional e acompanhado a evolução técnica internacional.

Leia mais: Bruxelas vai lançar novo apoio a suinicultores

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

NUNO VEIGA / LUSA

Governo apresentou queixa contra 21 pedreiras em incumprimento

Outros conteúdos GMG
Empresa de sémen suíno ganha prémio de inovação