Empresas

Empresa dona das lojas Gant em Portugal está à beira da falência

gant

A têxtil Ricon, de Vila Nova de Famalicão, está em processo de insolvência, avança o Negócios.

O grupo têxtil Ricon, que detém a rede de lojas da marca de vestuário Gant em Portugal, está à beira da falência. A notícia é avançada pelo Negócios, que diz que a empresa, com sede em Vila Nova de Famalicão, “está em processo de insolvência depois de falhar os acordos com a banca, com o grupo internacional Gant e com eventuais novos investidores”. Segundo o Negócios, a Ricon apresentou a insolvência no início desta semana, no Tribunal de Famalicão.

O grupo detém várias sociedades, entre elas a Delveste, que gere a rede de lojas Gant no país, e várias empresas industriais, que trabalham em regime de subcontratação para várias marcas internacionais, entre elas a Gant, o principal cliente.

O jornal cita uma comunicação aos colaboradores do grupo, em que o presidente executivo, Pedro Silva, culpa a Gant pela quebra das encomendas ao sector industrial da Ricon, exigindo o “pagamento imediato da totalidade da dívida vencida proveniente dos fornecimento ao sector do retalho”. Esta situação terá causado “um estrangulamento inultrapassável” na tesouraria do grupo, impedindo o cumprimento das obrigações para com os credores, nomeadamente a banca.

“Apesar de todos os esforços desenvolvidos no sentido de contrariar a atual situação económico-financeira das empresas do grupo, a verdade é que as negociações encetadas junto da banca, do principal parceiro do grupo (Gant) e de eventuais novos investidores não conduziram, até ao momento, a uma solução concreta que permita a viabilização das empresas”, escreveu o gestor na comunicação aos trabalhadores, com data de 4 de Dezembro.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gustavo Bom / Global Imagens)

Sofia Tenreiro: “Estamos a captar os portugueses que não queremos que fujam”

O ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva (C), ladeado por Ana Teresa Lehmann, secretária de Estado da Indústria (D), e Miguel Cabrita (E), secretário de Estado do Emprego, fala aos jornalistas no final da reunião com administração e Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa para discutirem um modelo de trabalho para o próximo ano, no Ministério do Trabalho e da Segurança Social, em Lisboa, 15 de dezembro ded 2017.  Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Autoeuropa. Governo dá luz verde a creches para destravar diálogo

Mário Centeno. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Fitch dá maior subida de rating de sempre a Portugal e coloca país no grupo da Itália

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Empresa dona das lojas Gant em Portugal está à beira da falência