Processo

Empresário francês culpa Uber pelo divórcio e pede 45 milhões de euros

Empresa norte-americana mantém processo de contenção de danos depois de início de ano marcado por polémicas. Fotografia: Reuters
Empresa norte-americana mantém processo de contenção de danos depois de início de ano marcado por polémicas. Fotografia: Reuters

Em causa está uma falha informática que permitiu à mulher do empresário receber notificações sobre as deslocações do empresário.

A Uber tem feito correr muita tinta na imprensa internacional e esta semana voltou a ser notícia, mas por um motivo insólito: um empresário francês vai reclamar em tribunal uma indemnização de 45 milhões de euros a esta plataforma de transporte de passageiros. O motivo? O empresário reclama que, devido a uma falha informática da plataforma, os dados das suas deslocações foram remetidos para o iPhone da sua mulher. Este facto fez levantar a suspeitas sobre a infidelidade do empresário e, em ultima análise, conduziu ao divórcio do casal.

O caso foi noticiado pelo diário Le Figaro. O jornal adianta ainda que a primeira audiência deste caso decorrerá já no próximo mês no tribunal de Grasse, na Costa Azul. A Uber recusa-se a comentar o caso: “A Uber não comenta publicamente casos individuais, especialmente este que se encontra num processo de divórcio”, explicou o porta-voz da empresa ao jornal.
A falha informática que foi registada prende-se com o facto de os detalhes relacionados com as viagens realizadas pelo empresário francês, e que foram pedidas através do seu próprio iPhone, terem sido enviados também para o iPhone da sua mulher. Entre os detalhes que a esposa teve acesso está o nome do motorista, a hora de chegada e a matrícula, entre outros. A falha terá acontecido, depois de empresário ter instalado a aplicação da Uber no Iphone, que depois deu à sua mulher.

Mesmo apesar de o empresário ter apagado os dados da sua conta deste aparelho, a sua mulher continuou a receber as notificações, ficando assim a par das infidelidades do marido. Segundo o Le Figaro, a falha acontece apenas nos aparelhos com o sistema IOS anterior à atualização, lançada pela Apple, em dezembro. Nos aparelhos com o sistema Android, tal situação não se verifica.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Nacho Doce/Reuters

Obrigações. Lesados da PT Finance vão processar bancos

Mario Draghi

BCE mantém taxas de juro e programa de compra de ativos inalterados

Rosa Cullel, CEO da Media Capital

Dona da TVI com lucros de 1,9 milhões até março

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Empresário francês culpa Uber pelo divórcio e pede 45 milhões de euros