Empresas

Empresas criadas no 1.º trimestre aumentam 17,7% e insolvências sobem 5,1%

Foto: Adelino Meireles / Global Imagens
Foto: Adelino Meireles / Global Imagens

Estudo da Iberinform avançou ainda que foram observadas 541 insolvências em março, mais 58 que no ano passado.

As empresas criadas em Portugal aumentaram 17,7% no primeiro trimestre deste ano, face a igual período do ano passado, enquanto as insolvências subiram 5,1% em termos homólogos, indicou hoje a Iberinform.

De acordo com a filial da Crédito y Caución, empresa de seguros de crédito no mercado interno e à exportação, foram criadas 15.756 novas empresas nos primeiros três meses do ano, enquanto que o número de insolvências foi de 1.530 no período em análise.

As empresas constituídas diminuíram 2,8% em março, para 4.2014, em relação a igual mês do ano passado, enquanto as insolvências aumentaram 12% para 541.

O mês de março deste ano apresentou-se “em contraciclo” no que toca à criação de novas empresas, salienta o estudo da Iberinform.

“Se janeiro deste ano registou um crescimento homólogo de 26% e fevereiro cresceu 29,7%, o mês de março apresentou uma diminuição de 2,84%”, adiantou.

O documento referiu também que “no total do trimestre foram constituídas 15.756 novas empresas, mais 2.372 que no trimestre homólogo de 2018 (+17,7%)”.

O estudo da Iberinform avançou ainda que foram observadas 541 insolvências em março, mais 58 que no ano passado.

O aumento em 5,1% das insolvências no primeiro trimestre deste ano deveu-se, em exclusivo, à conclusão de um maior número de processos: de 668 em 2018 passaram para 893 em 2019 (+33,7%).

Os dados trabalhados pela Iberinform permitiram saber que as declarações de insolvência requeridas e as declarações de insolvência apresentadas pelas próprias empresas denotaram reduções homólogas.

As primeiras baixaram de 389 para 306 no primeiro trimestre deste ano (-21,4 %), enquanto as segundas recuaram de 377 para 320 (-15,1%).

Já os encerramentos com plano de insolvência diminuíram em 50%, com 11 planos registados este ano.

O documento refere ainda que só oito distritos no país, que representam 34,6% do total das insolvências, registaram uma queda em março, face a idêntico mês do ano passado.

Lisboa e o Porto foram os distritos em que houve mais insolvências, 324 e 393 respetivamente.

Mas enquanto Lisboa denotou “uma diminuição de 24,3%” face a 2018, o Porto sofreu “um aumento de 29,3%”.

Em termos de criação de novas empresas, Lisboa apresentou o número mais significativo de aumentos em março, com 4.982 empresas (+9%), face a igual mês do ano passado, enquanto o Porto também apresentou um valor elevado, com 2.869 novas empresas (+19,4%).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno

Centeno volta a cativar mais dinheiro

Natalidade. Fotografia: Pedro Granadeiro / Global Imagens

Despesa com apoios à família é a quinta mais baixa da UE

Foto: D.R.

Easyjet. Ligações de Portugal com Itália não serão afetadas, por enquanto

Empresas criadas no 1.º trimestre aumentam 17,7% e insolvências sobem 5,1%