Espanhola Telefónica vende torres à American Tower por 7,7 mil milhões

É a segunda operação mais importante deste segmento, depois da venda da Hutchison, de todas as suas torres na Europa por 10 mil milhões, no final de 2020.

A Telefónica chegou a acordo com a American Tower Corporation para a venda da sua divisão de torres móveis por 7,7 mil milhões de euros. A operadora espanhola chegou a acordo com os seus sócios KKR e Pontegadea para a venda da Telxius, alienando deste modo as 30.722 torres móveis que detém em Espanha, Alemanha, Brasil, Perú, Chile e Argentina. As ações da operadora chegaram a disparar quase 10%, rondando os 4 euros.

A operadora espanhola irá receber 3.850 milhões de euros, correspondente aos 50,1% que detém na Telxius, montante que será aplicado para a redução da dívida, que se reduzirá cerca de 4.600 milhões de euros, já que perto de 900 milhões é referente a dívida da operação de torres na Alemanha, noticia o El País. No final do terceiro trimestre do ano passado, a dívida da companhia situava-se nos 36.676 milhões de euros.

O fundo norte-americano KKR receberá cerca de 3.080 milhões por estes ativos, correspondente aos 40% que detém, e a Pontegadea, o veículo de investimento de Amancio Ortega, receberá 770 milhões.

É a segunda operação mais importante deste segmento, depois da venda da Hutchison, de todas as suas torres na Europa por 10 mil milhões, no final de 2020.

A operação está dependente de obter luz verde dos reguladores. A American Tower aponta o segundo trimestre para a conclusão da operação.

Com este negócio a American Tower torna-se o primeiro fornecedor da Telefónica na Europa e na América Latina e mantém-se como sócio em projetos estratégicos no Brasil, Argentina e Colômbia. Presente em 20 países, com 181 mil torres, a companhia norte-americana reforça a sua liderança na América Latina e músculo na Europa, pressionando a Cellnex - que, em Portugal comprou as torres móveis da NOS e da Altice - que estava na corrida aos ativos da Telxius.

Até 2025 a American Tower vai investir cerca de 500 milhões de dólares na construção de 3.300 torres na Alemanha e Brasil. Espera que a Telxius resultem em receitas de 635 milhões de euros e um EBITDA de 320 milhões de euros no primeiro ano completo depois da compra.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de