Exportações de vinho verde com recorde de mais de 40 ME em 2013

Vinho verde bate recordes em 2013
Vinho verde bate recordes em 2013

As exportações de vinho verde deverão ultrapassar os 40 milhões de euros em 2013, cerca de 39% da faturação total, disse hoje à Lusa o presidente da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV).

Estes resultados, assegura Manuel Pinheiro, representam o “melhor ano de sempre” em termos de exportações de vinho verde, o que face aos resultados de 2012 será um crescimento “entre 12 e 15%”.

“É um ano recorde de exportações. Vamos fechar com mais de 40 milhões de euros de exportações”, sublinhou o presidente da CVRVV.

As vendas nacionais, fruto das dificuldades económicas no país, apresentaram quebras superiores a 5%, pelo que a prioridade dos produtores concentrou-se este ano no estrangeiro.

“Sobretudo para mercados como os Estados Unidos da América, Canadá e Alemanha. As economias mais fortes ajudaram-nos a compensar as dificuldades do mercado nacional”, explicou Manuel Pinheiro.

A produção de vinho verde distribui-se atualmente por 48 concelhos do noroeste de Portugal, envolvendo mais de 22.000 produtores e várias castas.

“Diria que 2013 foi um ano muito bom para os produtores de vinho verde que investiram nos mercados externos e nas suas marcas, e um ano muito difícil para aqueles, se calhar alguns mais pequenos, que estão presos no mercado nacional e até no regional à sua volta”, reconheceu ainda.

Segundo o presidente da CVRVV, a procura de vinho verde este ano foi tal que alguns produtores chegaram mesmo a interromper o fornecimento, por rotura do produto armazenada, enquanto aguardam a vindima deste ano.

O cenário de exportações repete-se na Casa Agrícola Compostela, em que o mercado externo representa já cerca de 20% dos 150 mil litros de vinho verde ali produzidos a cada vindima.

“Sentimos também, um bocadinho à semelhança dos produtores da região e do país, que temos de crescer para o exterior. Temos já dificuldades em escoar o vinho, porque o mercado interno começa a ficar saturado”, explicou à Lusa enólogo Horácio Vieira.

Em plena época de vindimas, este pequeno produtor de Vila Nova de Famalicão chega a tratar entre 27 a 30 toneladas de uva por dia, provenientes de uma área de cultivo de 38 hectares. Países como Alemanha, Polónia, França e Japão são os mais representativos nas contas dos destinos de exportação da Casa Agrícola Compostela, mas Brasil e Angola estão também na lista de mercados-alvo para o vinho das próximas campanhas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Usados-carros-dicas-26d88f95262fb04408cf1721d918f6efc0da028d

São feitos quase 600 créditos por dia para comprar carro

Rendas da energia pesam 80 euros na conta da luz em 2018

José Vieira da Silva, ministro do Trabalho. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

CML admite comprar 11 prédios da Segurança Social

Outros conteúdos GMG
Exportações de vinho verde com recorde de mais de 40 ME em 2013