correios

Express2Me. Vai poder fazer encomendas em 200 mil lojas online do Reino Unido

Correios entram em bolsa a 5 de dezembro
Correios entram em bolsa a 5 de dezembro

O serviço, que permite que os clientes façam encomendas em lojas online nos EUA que não fazem expedição, para Portugal

Os CTT vão alargar o serviço Express2Me a cerca de 200 mil lojas online do Reino Unido que não fazem envios para Portugal. O operador postal avançou o ano passado com o mesmo serviço para os Estados Unidos, dando acesso a mais de meio milhão de lojas online neste mercado.

“O comércio eletrónico e o Expresso & Encomendas são claramente uma aposta para alavancar o crescimento dos CTT. O alargamento do serviço Express2Me para o Reino Unido permite apostar num mercado onde o comércio eletrónico é muito relevante e mais tem crescido”, Alberto Pimenta, diretor de E-Commerce dos CTT, citado em nota de imprensa. O serviço está disponível para encomendas até 20kg e dimensões máximas de 90cm no comprimento, largura ou profundidade.

O segmento de encomendas e correio expresso cresceu até março 21,8%, para 36,5 milhões de euros. Uma das área de crescimento do operador postal que fechou o primeiro trimestre com uma quebra de 48,2% dos lucros, para 5,4 milhões.

Nos Estados Unidos o serviço “conta já com cerca de quatro mil clientes registados, que utilizam o serviço com regularidade estando a adesão a crescer”, informa fonte oficial dos CTT.

Para utilizar o serviço, os interessados terão de fazer o registo com uma conta CTT no site do Express2Me, passando a ter uma morada internacional que deverá ser usada nas lojas online sempre que se pretender usar esse serviço. A morada de faturação deve ser a portuguesa. “Após a chegada e processamento da encomenda no entreposto dos CTT no Reino Unido, o cliente será notificado via email para efetuar o pagamento do envio para Portugal”, clarifica os CTT.

Após o pagamento, o envio das encomendas e entrega na sua morada demora 3 a 5 dias úteis.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

O ministro das Finanças, Mário Centeno (E), entrega a proposta de Orçamento de Estado para 2019 ao presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues (R), no parlamento, Lisboa, 15 de outubro de 2018.  MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Em direto: As principais linhas do Orçamento do Estado para 2019

Rosalia Amorim

Opinião OE2019. “Mais cedo ou mais tarde chegará”

Outros conteúdos GMG
Express2Me. Vai poder fazer encomendas em 200 mil lojas online do Reino Unido