Facebook: 87 milhões de utilizadores afetados pelo uso indevido de dados

A rede social admitiu hoje que poderá ter partilhado indevidamente as informações de 87 milhões de utilizadores e não dos 50 inicialmente noticiados.

O Facebook admitiu que poderá ter partilhado indevidamente os dados de 87 milhões de pessoas com a Cambridge Analytica e não os 50 milhões inicialmente noticiados. De acordo com o Financial Times, a informação foi divulgada por Mike Schroepfer, Chief Technology Officer da rede social, no final de um post e onde foram anunciadas novas medidas para proteger a privacidade dos dados dos seus utilizadores.

A Cambridge Analytica foi acusada de ter utilizado dados de milhões de utilizadores da rede social fundada por Mark Zuckerberg, sem o consentimento dos mesmos, para elaborar um programa informático destinado a influenciar o voto dos eleitores, favorecendo a campanha de Donald Trump.

Mark Zuckerberg irá ser ouvido pelo Comité de Energia e Comércio do Congresso norte-americano no próximo dia 11 de abril, a propósito desta matéria, conforme foi anunciado também esta quarta-feira.

A rede social já anunciou que “serão tomadas medidas adicionais, durante as próximas semanas, para dar aos utilizadores um maior controlo sobre a sua privacidade”. Desde que a polémica estalou vários têm sido os movimentos que apelam ao encerramento das contas nesta rede social. Também as ações do Facebook na bolsa têm sido prejudicadas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de