Coronavírus

Facebook e Instagram reduzem qualidade de vídeo na Europa

Fotografia: Sascha Steinbach / EPA
Fotografia: Sascha Steinbach / EPA

Respondendo ao pedido da Comissão Europeia para libertar largura de banda, também o Facebook vai reduzir a qualidade de streaming de vídeo na Europa.

O Facebook vai reduzir a qualidade de streaming de vídeo na Europa, com a decisão a afetar tanto a plataforma principal como o Instagram. Este anúncio da maior rede social do mundo vai, assim, ao encontro do pedido da Comissão Europeia, que pediu às plataformas tecnológicas para tomar atitudes que ajudassem a impedir o congestionamento das redes de comunicações na Europa.

Com a Europa a ser atualmente o epicentro da covid-19, a Comissão Europeia teme que os picos de utilização possam causar instabilidade nas redes, numa altura em que milhões de europeus estão a trabalhar a partir de casa ou a ter aulas online. Thierry Breton, comissário europeu do Mercado Interno, dirigiu na semana passada um pedido às plataformas digitais para libertarem largura de banda na Europa para que esta pudesse ser usada pelos serviços de saúde e de educação à distância, tendo em conta que vários países europeus encerraram as escolas no âmbito de medidas de contenção do vírus.

“Para ajudar a aliviar qualquer potencial congestionamento de rede, vamos reduzir temporariamente os bit rates de vídeos no Facebook e Instagram na Europa”, anunciou o Facebook. De acordo com a Reuters, esta redução irá manter-se pelo tempo necessário.

O Facebook e Instagram juntam-se à lista de plataformas que já anunciaram que vão reduzir a qualidade de streaming de vídeo na Europa. Na semana passada, a Google anunciou que, por defeito, passaria a reduzir a qualidade de reprodução de vídeos no YouTube. Também o serviço de streaming Netflix anunciou que iria fazer uma redução da qualidade de streaming durante 30 dias, após uma conversa entre o Reed Hastings, CEO da empresa, Thierry Breton, da Comissão Europeia.

Embora não esteja disponível em Portugal – há alguns meses era revelado que chegaria no verão de 2020 – também a Disney anunciou a redução da qualidade de vídeo no serviço Disney+.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus turismo turistas

ISEG. Recessão em Portugal pode chegar a 8% este ano

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. JOÃO RELVAS/LUSA

Pedidos de lay-off apresentados por 33.366 empresas

coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Rendimento básico incondicional? “Esperamos não ter de chegar a esse ponto”

Facebook e Instagram reduzem qualidade de vídeo na Europa