Tecnologia

Facebook gasta mais de 16 milhões com segurança de Zuckerberg em três anos

epa06657952 CEO of Facebook Mark Zuckerberg (C) walks to the office of Republican Senator from South Dakota John Thune for a meting on Capitol Hill in Washington, DC, USA, 09 April 2018. Zuckerberg is meeting with lawmakers before testifying in two Congressional hearings this week regarding Facebook allowing third-party applications to collect the data of its users without their permission, and for the company's response to Russian interference in the 2016 US presidential election.  EPA/SHAWN THEW
epa06657952 CEO of Facebook Mark Zuckerberg (C) walks to the office of Republican Senator from South Dakota John Thune for a meting on Capitol Hill in Washington, DC, USA, 09 April 2018. Zuckerberg is meeting with lawmakers before testifying in two Congressional hearings this week regarding Facebook allowing third-party applications to collect the data of its users without their permission, and for the company's response to Russian interference in the 2016 US presidential election. EPA/SHAWN THEW

Em 2017, o Facebook duplicou os gastos destinados à segurança do fundador, Mark Zuckerberg.

Em 2017, o Facebook duplicou as despesas para garantir a segurança privada, e o transporte através de aviões privados, do fundador e líder da rede social, Mark Zuckerberg, escreve o jornal The Guardian. Este aumento significa que a empresa gastou, o ano passado, mais de 5,9 milhões de euros em medidas que se deveram a “ameaças específicas à segurança” do fundador da rede social, justificou a empresa em comunicado. Desde 2015, refere o mesmo jornal, a empresa gastou 16, 2 milhões de euros [20 milhões de dólares] na segurança privada do seu fundador.

“Nós requeremos estas medidas de segurança para o benefício da empresa dada importância de Mark Zuckerberg para o Facebook, e acreditamos que os custos com a sua segurança são apropriados e necessários”, refere a empresa num comunicado enviado às entidades reguladoras norte-americanas.

Relativamente à despesa nos aviões privados, a empresa declarou ter gasto 1,2 milhões de euros só durante o ano passado. O valor foi gasto em “taxas dos passageiros, combustível, na tripulação de cabine e nos custos de catering”, esclareceu a empresa.

O ano passado, a empresa gastou cerca de 2,1 milhões de euros para garantir a segurança da diretora de operações do Facebook, Sheryl Sandberg. O mesmo jornal, refere ainda, que o salário anual de Sheryl Sandberg foi de 18,2 milhões de euros [22, 5 milhões de dólares].

Facebook acusado de não ter protegido dados de mais de 50 milhões de utilizadores

O Facebook esteve envolvido recentemente na maior polémica da história da empresa. O Facebook foi acusado de não ter protegido mais de 50 milhões de utilizadores cujos dados pessoais foram recolhidos sem consentimento. Estes dados, agregados pela empresa Cambridge Analytica, terão sido usados para influenciar milhões de eleitores nas eleições presidenciais norte-americanas.

No início da semana passada, Mark Zuckerberg respondeu às acusações durante várias horas, em Washington.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Pedro Siza Vieira, Ministro da Economia
(Diana Quintela/ Global Imagens)

Siza Vieira. “Empresas portuguesas são naturalmente abertas ao exterior”

Antonoaldo Neves, CEO da TAP

Montijo não é solução para a TAP. “Queremos resolver o casamento com a Portela”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Facebook gasta mais de 16 milhões com segurança de Zuckerberg em três anos