Tecnologia

Facebook negoceia multa que pode atingir os dois mil milhões de dólares

Facebook
REUTERS/Thomas White/File Photo

Está em causa o incumprimento dos termos de proteção dos dados pessoais dos utilizadores.

A Facebook está a negociar com o regulador norte-americano do comércio (FTC, na sigla em inglês) o montante de uma multa que pode atingir os dois mil milhões de dólares (1,8 mil milhões de euros).

Segundo as edições de sexta-feira do Washington Post e do New York Times (NYT), a FTC e a Facebook estão a negociar o montante de um acordo amigável, que permitiria à empresa evitar um processo judicial.

O NYT especificou que a multa prevista é de 41 mil dólares, mas que a FTC pode multiplicá-la pelo número total de utilizadores envolvidos.

Já o Washington Post avançou que as duas partes poderiam acordar nos dois mil milhões de dólares.

Em causa está o incumprimento pela Facebook dos compromissos que assumiu em termos de proteção de dados pessoais.

No fim de março de 2018, a FTC informou que ia investigar a proteção destes dados pela Facebook, no seguimento do escândalo planetário Cambridge Analytica.

A FTC pretendia averiguar se a Facebook tinha infringido o acordo que assinou em 2011, que então lhe tinha permitido evitar ser interpelada em justiça.

A Facebook era acusada de ter enganado os seus utilizadores, ao dizer-lhes que as suas informações pessoais permaneciam confidenciais, quando na realidade eram divulgadas a terceiros. O grupo das redes sociais comprometeu-se então a notificar os seus utilizadores se divulgasse as suas informações. A violação deste tipo de compromisso é passível de uma multa muito pesada.

Ora a Facebook, que conta hoje 2,3 mil milhões de utilizadores no mundo, está sujeita a um forte criticismo depois da descoberta em 2018 da fuga de informações relativas a dezenas de milhões de utilizadores, a pedido da Cambridge Analytica (CA), empresa britânica de análise de dados.

A confirmar-se vai ser a maior multa de todas as já aplicadas pela FTC. Até agora, foi a Google que teve a multa mais pesada, de 22,5 milhões de dólares, por ter desrespeitado os seus compromissos relativos à proteção de dados.

Interrogada pela AFP, fonte da Facebook recusou comentar, mas adiantou que a empresa “coopera com as autoridades norte-americanas, britânicas e outras”, como tem repetido desde a revelação do escândalo Cambridge Analytica.

A empresa britânica trabalhou para a campanha eleitoral de Donald Trump nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal  Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Mário Vaz. “Havendo frequências, em julho teríamos cidades 5G”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

Outros conteúdos GMG
Facebook negoceia multa que pode atingir os dois mil milhões de dólares