Tecnologia

Facebook vai dar acesso a informação “credível” sobre vacinas com o apoio da OMS

DOJ pede que o Facebook interrompa os planos de criptografia de ponta a ponta

Organização Mundial da Saúde acredita que o acesso a informação credível sobre vacinação pode reduzir a disseminação de informações distorcidas.

O Facebook vai passar a direcionar os utilizadores para informações credíveis sobre vacinação, segundo a Organização Mundial da Saúde, que se congratula com este compromisso para melhorar a informação nas redes sociais.

“O Facebook vai direcionar milhões de utilizadores para informações precisas e de confiança sobre vacinas em diversas línguas, para assegurar que mensagens vitais de saúde chegam às pessoas de que precisam”, refere a Organização Mundial da Saúde (OMS) num comunicado hoje divulgado.

A OMS e o Facebook têm estado durante “vários meses” em conversações para garantir o acesso a informação credível sobre vacinas nas redes sociais Facebook e Instagram.

Os dirigentes e peritos da OMS acreditam que o acesso a informação credível sobre vacinação pode reduzir a disseminação de informações erradas e distorcidas.

“A desinformação sobre vacinas é uma grande ameaça à saúde global e pode reverter décadas de progresso feito em doenças evitáveis”, recorda a organização das Nações Unidas, exemplificando com casos como o sarampo, a cólera ou mesmo a gripe.

A OMS quer os “atores digitais” a realizar maiores esforços em prol da vacinação, lembrando que a inovação pode dar apoio e impulso a comportamentos mais saudáveis.

A par disto, a OMS exorta os governos dos vários países e o setor da saúde a promoverem a confiança na vacinação.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
President of the European Commission Ursula von der Leyen (L) and President of the European Council Charles Michel give a press conference during the second day of a special European Council summit in Brussels on February 21, 2020, held to discuss the next long-term budget of the European Union (EU). (Photo by kenzo tribouillard / AFP)

Conselho Europeu termina em Bruxelas sem acordo

Jerónimo Martins é dona do Pingo Doce

Lojas Pingo Doce “que estavam perto da Mercadona cresceram”

Hebe

Jerónimo Martins expande marca Hebe para Eslováquia e República Checa

Facebook vai dar acesso a informação “credível” sobre vacinas com o apoio da OMS