Família Queiroz Pereira lança OPA sobre a Semapa

A Sodim, detida pela família Queiroz Pereira, lançou uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre a posição que não detém na Semapa, pagando uma contrapartida de 11,40 euros por ação.

A Sodim, holding detida pela família Queiroz Pereira, lançou uma OPA (oferta pública de aquisição) sobre a posição que não detém na Semapa, de acordo com a informação prestada ao regulador do mercado de capitais, a Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). A Semapa detém quase 70% da Navigator, empresa da área da pasta e do papel. Detém ainda a 100% a Secil, companhia de cimentos e outros materiais de construção, a ETSA, da área ambiental, e a Semapa Next, sociedade de capital de risco.

"Na presente data a Sodim, SGPS, S.A. (a "Sodim") informou sobre a sua intenção de lançar uma oferta pública geral e voluntária de aquisição sobre as ações ordinárias representativas do capital social da Semapa com contrapartida em dinheiro no montante de €11,40 por ação (a "Oferta"). O lançamento da Oferta encontra-se sujeito a diversas condições descritas no anúncio preliminar publicado hoje pela Sodim, entre elas a concessão pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários do registo prévio da Oferta", pode ler-se no documento.

Segundo a informação enviada ao regulador, a oferente detém à data 58.438.334 ações representativas de 71,906% do capital social da Semapa e 73, 167% dos direitos de voto "pelo que o objeto da oferta compreende um número máximo de 22.831.666 ações".

No âmbito desta operação, a Sodim oferece 11,40 euros por ação, o que representa "um prémio de 20,0% em relação à última cotação de fecho das ações no mercado regulamentado Euronext Lisbon anterior ao presente anúncio preliminar". Esta quinta-feira, a Semapa encerrou a sessão na bolsa de Lisboa a cotar nos 9,50 euros.

"É condição de sucesso da Oferta que a Oferente passe a deter, em consequência da mesma oferta, um mínimo de 90% dos direitos de voto da Sociedade Visada", ou seja da Semapa. "A Oferente reserva-se o direito de, no exercício da sua inteira discricionariedade, nas 24 horas subsequentes ao apuramento dos resultados da Oferta, renunciar à condição de sucesso acima descrita", é ainda indicado no comunicado presente no site do regulador.

A Semapa é uma das cotadas da bolsa de Lisboa que já apresentou resultados relativos a 2020. No ano passado, a holding liderada por João Castello Branco teve lucros (atribuíveis aos acionistas) de 106,6 milhões de euros, menos 14,1% que em 2019.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de