Resultados

Faturação da tecnológica BI4ALL aumentou 28% em 2018

José Oliveira, CEO da Bi4all. Fotografia: D.R.
José Oliveira, CEO da Bi4all. Fotografia: D.R.

O resultados líquido atingiu 1,5 milhões de euros no ano passado, de acordo com o grupo.

A faturação da tecnológica BI4ALL cresceu 28% para 11,5 milhões de euros no ano passado, enquanto o resultado líquido se fixava em 1,5 milhões de euros, mais 97% que em 2017, adiantou hoje a empresa.

O grupo nacional, especializado “em soluções de ‘data analytics’, ultrapassou, pela primeira vez, os 10 milhões de euros de faturação em 2018”, segundo a mesma nota.

O resultados líquido atingiu 1,5 milhões de euros no ano passado, de acordo com o grupo.

“O resultado líquido de 2017 foi de cerca de 760 mil euros, numa evolução de 97% entre 2017 e 2018”, referiu em resposta à Lusa acerca da evolução do lucro da empresa.

A sociedade referiu que “o mercado nacional manteve a sua preponderância, com um peso de 52% nas contas globais da empresa e um crescimento absoluto superior a 1,1 milhões de euros, o que representou um aumento de 24%” face a 2017.

Já o volume de negócios internacionais da BI4ALL representa 48% do total, “registando um crescimento de 36% face a 2017 e significando um crescimento absoluto de 1,5 milhões de euros”.

A empresa adiantou ainda que “duplicou o seu EBITDA [lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações], tendo ultrapassado os dois milhões de euros”.

No que diz respeito aos mercados externos, a tecnológica destaca a Europa, com um peso de 22%.

O grupo salientou ainda que fechou 2018 com 196 colaboradores, um aumento de 35%, e que pretende contratar 70 novos trabalhadores este ano.

Citado no mesmo comunicado, José Oliveira, presidente executivo do grupo, referiu que a empresa registou bons resultados nas áreas de ‘life science’, banca e serviços financeiros, ou transportes, mas pretende reforçar as suas “valências de forma transversal a todas as áreas ao longo de 2019, tendo sempre em mente o objetivo de continuar a crescer e a fazer evoluir as soluções” desenvolvidas.

“Para este ano, o objetivo financeiro passa por atingir a meta dos 16 milhões de euros, reforçando, assim, o estatuto de parceiro de confiança em Portugal e a nível internacional”, afirmou José Oliveira.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Caixa perdeu 1300 milhões com créditos de grandes devedores

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Outros conteúdos GMG
Faturação da tecnológica BI4ALL aumentou 28% em 2018