Fazedores japoneses na Web Summit para abrirem a porta da Europa

A agência responsável pelo comércio externo do Japão trouxe a Lisboa seis startups que esperam criar laços de futuro com o Velho Continente.

Atravessaram países e percorreram milhares de quilómetros numa viagem de muitas horas para chegar a Lisboa. Seis startups japonesas vieram à Web Summit com a JETRO, agência japonesa de promoção do comércio externo. Para a maioria é a primeira vez na capital portuguesa. Na mala trazem não apenas um computador, mas a ambição de abrirem uma porta na Europa.

Uma porta que podem ser clientes mas também potenciais parceiros comerciais. É o caso de Ryota Mihara, da Ambie, startup que criou uns auscultadores diferentes. “É um novo dispositivo. Já lançamos no Japão mas queremos expandir para outros mercados. Queremos ser mundiais e por isso é que viemos” à Web Summit. Pelo mesmo caminho alinha a FutuRocket, uma startup que criou um dispositivo dotado de inteligência artificial, chamado de "hackfon" e que procura transformar um telefone analógico num sistema remoto inteligente, mexendo apenas nos botões do telefone.

"É um dispositivo de controlo inteligente. Pode ligar as luzes ou pode ser programado para enviar uma mensagem para Gmail ou Slack. É muito mais fácil, rápido e simples", disse Hiroumi Mitami, líder da empresa. "Já estive na Rise em Hong Kong mas pensamos que é uma óptima conferência para ter feedback de pessoas de culturas diferentes e para criar laços".

A Empath desenvolveu uma solução que permite identificar emoções na voz em tempo real, independentemente da língua. Veio a Lisboa com a missão de encontrar parceiros para o seus dispositivo que tem como potenciais utilizações a robótica. "Estamos a tentar encontrar clientes a nível mundial" disse Hazumu Yamazaki, não escondendo que já tinha encontrado algumas pessoas que poderiam ser importantes para a startup.

Sotaro Nishikawa, um dos responsáveis da JETRO, defende que a Web Summit "tem muitos eventos para startups" e é "uma boa oportunidade para as startups early stage".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de