inteligência artificial

Feedzai entre as 50 empresas de IA mais promissoras da América

Nuno Sebastião, CEO da Feedzai, na abertura do evento "AI Deep Dive (Insider Images)
Nuno Sebastião, CEO da Feedzai, na abertura do evento "AI Deep Dive (Insider Images)

Empresa portuguesa aparece no número 15 da lista publicada pela revista Forbes

Os planos de expansão da Feedzai nos Estados Unidos estão em velocidade de cruzeiro e a revista Forbes acaba de reconhecer o trabalho da tecnológica portuguesa.

A lista AI 50 destaca “as empresas de inteligência artificial mais promissoras da América” e na edição que acaba de ser publicada constam os portugueses da Feedzai. A empresa liderada por Nuno Sebastião aparece na 15ª posição, devido à sua avaliação de 575 milhões de dólares, e é considerada a precursora da utilização de ferramentas inteligentes para prevenir fraude e lavagem de dinheiro no sistema financeiro – um destaque significativo da revista, que no ano passado colocou a empresa portuguesa na lista das melhores ‘fintechs’ do mundo.

“Esta é a segunda vez que a Forbes nos considera uma das empresas mais inovadoras, desta vez na área de Inteligência Artificial”, disse ao Dinheiro Vivo Nuno Sebastião, reagindo à inclusão na lista publicada hoje. “Temos desenvolvido um trabalho incrível em torno do combate ao crime financeiro através desta tecnologia e estamos a revolucionar o mercado com a introdução de novas técnicas e ferramentas focadas em proteger as pessoas da fraude e lavagem de dinheiro”, sublinhou. “Isto só é possível porque temos os melhores engenheiros e data scientists a construir, todos os dias, uma empresa que é uma referência a nível global.”

O trio de fundadores da Feedzai – Nuno Sebastião, Pedro Bizarro e Paulo Marques – conquistou até ao momento 82 milhões de dólares de financiamento, conseguindo uma avaliação do valor da empresa em 575 milhões. A especialista usa ferramentas de IA e aprendizagem de máquina (machine learning) para monitorizar riscos, detetar anomalias e prevenir fraudes em bancos e instituições financeiras. Foi, indica a Forbes, pioneira neste segmento.

“Desde que a Feedzai se lançou em 2011 para lutar contra a fraude e lavagem de dinheiro, muitos outros concorrentes começaram a dizer que as suas ferramentas também se moveram dos sistemas baseados em regras para o machine learning”, escreve a revista. Entre os clientes de peso da Feedzai nos Estados Unidos, onde tem escritório em San Mateo, baía de São Francisco, está o banco Citi, com o qual assinou contrato no ano passado. Antes do verão, soube-se que a sua tecnologia tinha sido selecionada pela Varo Money, a primeira fintech que pode tornar-se o primeiro banco exclusivamente móvel do país, e no Reino Unido o Lloyds Banking Group é um dos seus clientes.

Nuno Sebastião, que foi o primeiro português a entrar nos quadros da Agência Espacial Europeia, tem a ambição de tornar a empresa na “Google ou Apple de Portugal, oferecendo os “melhores” produtos de prevenção de fraude do mundo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Portugal recebeu mais de 18 milhões de turistas até agosto

(Gerardo Santos / Global Imagens)

Portugal recebeu mais de 18 milhões de turistas até agosto

TVI-930x594

CMVM a analisar pedido de registo de OPA à Media Capital

Outros conteúdos GMG
Feedzai entre as 50 empresas de IA mais promissoras da América