fintech

Feedzai vai para a Ásia com primeiro escritório em Hong Kong

Nuno Sebastião, CEO da Feedzai, na abertura do evento "AI Deep Dive (Insider Images)
Nuno Sebastião, CEO da Feedzai, na abertura do evento "AI Deep Dive (Insider Images)

Startup é a única portuguesa no índice europeu Tech Tour Growth 50, que destaca as empresas high tech de maior potencial

Com um investimento de 50 milhões de dólares recebido em outubro passado, a fintech portuguesa Feedzai vai atacar de forma direta um dos mercados mais promissores na área financeira, a Ásia-Pacífico. A empresa escolheu Hong Kong para abrir o seu primeiro escritório na região APAC e nomeou o veterano da indústria Steve Liu para liderar esta expansão asiática. Na mira estão mais escritórios em Singapura e Austrália (Sidney), com outras cidades ainda em consideração.

“Com o Steve na liderança em Hong Kong e o seu conhecimento do mercado local, estamos preparados para tornar a APCA num ponto focal da nossa estratégia de crescimento nos próximos anos”, explica o CEO e cofundador da Feedzai, Nuno Sebastião. “À medida que ganhamos mais tração na APAC e noutros mercados, podem apostar que 2018 será outro ano transformador para a Feedzai.”

A startup, que no final de 2017 atingiu os 300 trabalhadores, especializa-se em sistemas alimentados a inteligência artificial para prevenir fraudes no sector financeiro. A maior parte das receitas vem dos Estados Unidos, mas Nuno Sebastião admite que este mercado é menos inovador que outras regiões, nomeadamente a asiática. A Feedzai já estava a fazer projetos na Índia, Austrália e China e foi por isso que decidiu ter uma presença física direcionada para toda a região asiática. A ambição da empresa, que mantém a sede em Portugal, é ser uma referência mundial. “Estamos determinados em tornar os sistemas de banca e comércio seguros em todo o mundo, permitindo aos clientes empresariais fazerem transações com os seus consumidores em qualquer parte a qualquer momento”, resume Nuno Sebastião.

A notícia da abertura do escritório em Hong Kong, oficialmente anunciada esta quarta-feira, acontece na mesma altura em que a Feedzai é mais uma vez incluída na lista Tech Tour Growth 50, que destaca as maiores scale-ups europeias. É o terceiro ano consecutivo em que a Feedzai aparece nesta lista, sendo a única portuguesa. A Tech Tour olha para as empresas com maior potencial de crescimento e possibilidade de chegarem ao estatuto de unicórnios – que é dado às empresas privadas quando atingem uma avaliação superior a mil milhões de dólares. A lista só inclui empresas europeias que ainda estão abaixo desse valor.

“Fazer parte da Tech Tour Growth 50, e no nosso caso estar pela terceira vez consecutiva e ser a única empresa portuguesa na lista mostra a importância da nossa oportunidade”, considera Nuno Sebastião.

Quando a lista foi lançada em 2015, apenas 127 empresas se qualificavam para serem selecionadas; este ano, segundo o diretor da Tech Tour William Stevens, houve 284 candidatas ao grupo de 50. “Todos os anos o nosso trabalho se torna mais difícil: há agora tantas empresas europeias fantásticas”, considera Stevens. “Isto torna a inclusão da Feedzai na Tech Tour Growth 50 um verdadeiro marco de sucesso.” Nuno Sebastião e os CEO das restantes empresas distinguidas vão reunir-se entre 22 e 23 de março em Genebra, na Suíça, onde a Tech Tour anunciará as duas vencedoras dos prémios Growth e Inovação.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Isabel dos Santos

Isabel dos Santos nega processo a Presidente angolano

( Pedro Rocha / Global Imagens )

Défice atinge 1,9% até junho. Meta do governo é de 0,7%

A tecnológica liderada por José Neves continua a apostar em Portugal e abriu um novo escritório em Portugal, desta vez em Braga. REUTERS/Toby Melville

Farfetch dispara na estreia em bolsa

Outros conteúdos GMG
Feedzai vai para a Ásia com primeiro escritório em Hong Kong