Ferrovia 2020 tem 5% das obras concluídas ao fim de quatro anos

Infraestruturas de Portugal conta lançar projetos para concurso até ao final do primeiro trimestre de 2020 e concluir obras até ao final de 2023.

Lançado em fevereiro de 2016, o programa de intervenções nas linhas de comboio Ferrovia 2020 só tem 5% das obras concluídas. O número foi anunciado pelo presidente da Infraestruturas de Portugal, António Laranjo, durante a audição parlamentar na comissão de Economia que decorre esta quarta-feira.

As obras concluídas neste plano prendem-se com a eletrificação do troço entre Caíde e Marco de Canaveses e a eletrificação do troço entre Nine e Viana do Castelo.

De resto, 37% das obras estão em desenvolvimento e há ainda 58% das obras ainda vão ser lançadas no terreno, acrescentou Carlos Fernandes, vice-presidente da IP, na mesma audição.

Ao fim de quatro anos, a empresa conta lançar todos os projetos para concurso até ao final do primeiro trimestre de 2020 e concluir todas as obras até ao final de 2023.

O presidente da IP lembrou ainda que o Ferrovia 2020 representa um investimento total de 2,171 mil milhões de euros, grande parte dele suportado por fundos comunitários. Para 2020, prevê-se que sejam executados 250 milhões de euros de investimento, segundo a proposta de Orçamento do Estado entregue na segunda-feira no Parlamento.

A audição do líder da IP foi requerida pelo PSD na sequência da notícia do Dinheiro Vivo sobre os atrasos nas obras ferroviárias, publicada em novembro de 2019.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de