transportes

Fertagus testa comboio com mais lugares de pé

Imagem de um comboio da Fertagus a chegar à estação do Fogueteiro.
(Carlos Costa/Global Imagens)
Imagem de um comboio da Fertagus a chegar à estação do Fogueteiro. (Carlos Costa/Global Imagens)

Se utentes validarem esta solução, os 18 comboios da Fertagus passarão a ter mais 48 lugares de pé a partir de setembro.

A Fertagus vai testar, a partir desta quarta-feira, um comboio com mais lugares de pé. A empresa que gere os comboios da ponte 25 de Abril tenta, desta forma, responder ao aumento da procura de passageiros: em média, há mais 12 mil pessoas a utilizar os serviços da Fertagus desde 1 de abril, quando entrou em vigor o Programa de Apoio à Redução Tarifária.

Segundo o jornal Público, as mudanças foram feitas sobretudo no hall de entrada das carruagens. Foram colocados varões e barras horizontais para os passageiros se segurarem. Foram ganhos, ao todo, 48 lugares neste comboio experimental: há menos 112 lugares sentados e mais 160 lugares de pé.

A experiência vai decorrer durante um mês: se os passageiros validarem a solução, os restantes 17 comboios da Fertagus (a empresa tem uma frota de 18) serão remodelados a partir de julho e estarão pontos em setembro, a tempo do regresso às aulas.

As alterações nos comboios da Fertagus foram anunciadas no início de março por Cristina Dourado, administradora delegada da transportadora, em entrevista ao Dinheiro Vivo e à TSF no programa “A Vida do Dinheiro”.

A empresa detida pelo grupo Barraqueiro lembra ainda que está a estudar uma mudança nos horários, conforme o Dinheiro Vivo já tinha adiantado no dia 1 de abril.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
Fertagus testa comboio com mais lugares de pé